Federal: PMDB acha que coligar é dar vaga para outro partido – coluna do Gutierrez

Sangue puro//

Nem tem mais jeito, o PMDB não vai coligar para deputado federal e aposta que fará número igual ou maior de vagas desde referente à última eleição.

A magoa do PMDB é que ao invés de Marcos Rogério (PDT-Ji-Paraná) a vaga que está com ele poderia ter sido do ex-senador Amir Lando.  Ou seja: as eleição do próximo ano prometem.

Ser ou não ser – depende…

Confúcio só dirá se é ou não candidato à reeleição no próximo ano. Não faz muito tempo o governador disse que tinha desconfiômetro: “se eu estiver bem na foto, serei candidato, caso contrário, não adianta dar murro em ponta de faca”, disse Confúcio Moura, em Ji-Paraná, quando do episódio das eleições municipais de Ji-Paraná que recém havia começado. Na época ele teceu muitos elogios ao então candidato Jesualdo Pires (PSB) o que causou constrangimento a candidata a prefeita pelo PMDB Solange Pereira, assim como a todos os Peemedebistas que apostavam numa tomada firme de posição do governador em torno da candidata do PMDB.

# Passado as eleições, Solagem teve a melhor declaração que poderia ter ouvido: “em Ji-Paraná a Solange Pereira é a minha candidata a deputada estadual”. A frase é do senador Valdir Raupp, que não abre mão dessa candidatura.

Tomas Correia

O que ficou claro na audiência pública realizada em Pimenta Bueno sobre o fundo privado como parceiro das ações de combate à febre Aftosa em Rondônia, é que todos os deputados estaduais, a classe pecuarista defende a permanência do FEFA. O que está sendo questionado é a forma de arrecadação das contribuições para a manutenção do fundo.

Sozinho

Outro ponto que ficou claro é o ar de despeito e irônico do suplente de senador Tomás Correio. Dessa vez ele parou de fazer rodeios e citou nomes deixando claramente que, no passado, se sentiu humilhado e agora quer ir à forra e perseguir a direção do FEFA até as últimas consequências.

♫Boi é boi, ♫vaca é vaca

Outro que se sente desconfortável é o sindicalista e presidente da agência Idaron. Pegam no pé dele porque, segundo a lenda, ele conhece muito de gado, ou seja, boi, depois que sai da panela.

Irritado com as provocações, o todo poderoso sindicalista da Idaron disse confessar que não precisa levantar o rabo de um boi para saber se ele é boi ou vaca. Disse que tem capacidade de gerenciamento.

Deu até para imaginar a cena. Inclusive, daria uma charge e tanto. O comandante da Idaron tocando uma boiada de carrapatos ou então tentando apartar briga de rola-bosta.

Mistério da violência em Ji-Paraná

Um amigo meu, que trabalha em Brasília, telefonou preocupado. Ele queira saber se o índice de criminalidade em Ji-Paraná estava altíssimo. Sem entender muito o que o meu amigo queira dizer, respondi que era normal. Aliás, alguns setores são alvos de furtos sempre relacionados a viciados em cocaína e crake roubando para manter o vício.

Quando indaguei com ele sobre o porquê da pergunta, é que, segundo ele, foi apresentado em Brasília um documento para tentar aprovar moradia popular cujo teor de argumentação apontava alto índice de criminalidade em Ji-Paraná. Prometo que vou apurar isso e contar pra vocês o que está acontecendo.

Olha a cobra!! É mentira!!!

A coisa que poderá mudar mesmo nas quadrilhas de festas juninas deste ano é a inclusão do casamento gay caipira.

Tomou doriu

Por falar em quadrilha, onde andará Valter Araújo?

Tá danadão de bão!!!

Os ex-prefeitos de Vilhena Melki e Marlon Donadon, além do  vereador Júnior Donadon Júnior, foram condenados a perda dos direitos políticos. Apesar de caber recurso, estão com a ‘tripa-suja’. Ou seria ficha suja?

Pelo jeito estão querendo mesmo banir os Donadon da política de Rondônia. O deputado federal Natan, por exemplo, não poderá mais ser candidato a nada, apenas a uma cela em algum presídio. Tem gente que ainda duvida disso.

Atendendo a pedidos, uma série de intervalo comercial

Nicole 19338 bba bumbummarca capo-do-carro

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.