Como tapear um otário

Tem coisas que não dá para entender. Sujeito compra R$ 20 de crédito para celular. De repente vem uma mensagem confirmando o credito e que o mesmo tem prazo de validade: 30 dias. Veja só que sacanagem – crédito virou algo perecível. Aliás, estamos comprando crédito ou maionese?

O pior é que, quando está próximo de vencer, a operadora ainda ameaça o sujeito. “(Ei, otário) Seus créditos expiram em três dias (idiota)”. Insira mais (‘seo’ abestado). Se o sujeito não o fizer, não demora muito para pintar nova mensagem: seu chip será desativado.

Que meleca!! O cabra compra o chip e a operadora ainda quer tomar de você. Sinceramente não sei quem é mais fidumaégua, se a operadora, ou a agência reguladora, que não vê essas coisas.

Pô, MP, tudo bem que dar uma de Sherlock Holmes é até legal, mas, de vez em quando é bom dar uma espiadinha em coisas ligadas ao direto do consumidor.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.