“Cu de Boi” ganha incentivo, menos Cujubim

Cujubim

Tem coisas que não dá para entender. O Ministério da Cultura aprovou R$ 672 de isenção de impostos através da Lei Rouanet a futuros patrocinadores do filme “Cu de Boi”. Enquanto isso, o Cujubim/RO não recebe nenhum centavo do ministério. Por que o “Cu de Boi” recebe e o Cujubim não? A não ser que aí tenha dedo do Edgar do Boi, presidente do PSDC. Depois não adianta pedir voto no Cujubim pro Neodi. Vá pedir no Machadinho porque no Cu não vai ter nada.  Hehehehe.

 

Boi

Que fique bem claro que o filme “Cu de Boi”, apoiado pelo Ministério da Cultura não é autobiográfica não autorizada e nem permitida porque não era pra fazer do meu amigo Edgar do Boi. E não se fala mais nisso! Ô, raça!!!

 

Mordomia

Não devia fazer isso, mas vou ajudar o ministro Joaquim Barbosa. Kinkas, se a turma do mensalão pedir TV a cabo, quebra o galho, assegure essa mordomia. Pô, não custa nada. O detalhe é que a TV só vai pegar sinal das sessões do Supremo. Hehehehe.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.