Justiça federal do Acre mantém liminar a proibição do aumento da conta energia elétrica

O juiz Federal Jair Facundes negou o pedido de reconsideração da Energisa que pedia 25% de reajuste na energia elétrica no Acre.
O juiz Federal Jair Facundes negou o pedido de reconsideração da Energisa que pedia 25% de reajuste na energia elétrica no Acre.

O juiz Federal Jair Facundes negou na última sexta-feira (17) o pedido de reconsideração da empresa Energisa e manteve a liminar favorável à Defensoria Pública do Acre que propôs a suspensão do reajuste de 25% determinado pela energisa, antiga Eletroacre, nas contas de luz dos acreanos.

A exemplo do que aconteceu em Rondônia, a Energisa recorreu da liminar que suspende o aumento na tarifa de energia e pediu reconsideração à Justiça. Embora o pedido da empresa foi aceito a respeito de Rondônia, no Acre foi negado e, por enquanto, não haverá aumento.

Em defesa pela manutenção da liminar que proíbe o reajuste, a Defensoria Pública do Acre ressaltou que a Energisa não realizou audiência pública, de forma que determina a lei, para debater o assunto e, tampouco, comunicou o presidente do Conselho Estadual do Consumidor

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.