Outorgadas comendas a três personalidades de Ji-Paraná

O empresário Hugo Lopes Araújo (centro), e os advogados Alexandre Alves Ramos e Marco Antônio Duarte Silva, receberam da Câmara dos Vereadores título de “Cidadão Honorário Ji-paranaense”
O empresário Hugo Lopes Araújo (centro), e os advogados Alexandre Alves Ramos e Marco Antônio Duarte Silva, receberam da Câmara dos Vereadores título de “Cidadão Honorário Ji-paranaense”

O empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijp), Hugo Lopes Araújo, e os advogados Alexandre Alves Ramos e Marco Antônio Duarte Silva, receberam da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) os títulos de “Cidadão Honorário Ji-paranaense”. A solenidade de entrega ocorreu na sessão ordinária de terça-feira (11).

“Embora as concessões [de títulos] tenham sido aprovadas em datas diferentes, escolhemos esta sessão para homenagear três importantes membros de nossa sociedade com a comenda máxima desta Casa pelos serviços prestados e por contribuírem para o desenvolvimento econômico e social de nosso município”, justificou o presidente da CMJP, Affonso Cândido (DEM).

Hugo Araújo Lopes nasceu na cidade de Jacobina, Bahia. Aos 14 anos, se mudou para Criciúma, Santa Catarina. Em março de 2001, chegou a Ji-Paraná como gerente de uma empresa. Depois de três anos, instalou uma loja do segmento de telefonia. Também atua no ramo de materiais de construção.  Lopes já presidiu o Rotary Clube do município e a Loja Maçônica Segredo e Lealdade e, atualmente, presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná. A indicação ao título é do ex-presidente da CMJP, Nilton Cézar Rios (PSB).

Alexandre Alves Ramos é natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, e reside em Ji-Paraná desde fevereiro de 1985. É advogado, contabilista e empresário. Ocupou os cargos de diretor-geral adjunto do Detran/RO, presidência da Associação dos Profissionais Contabilistas de Ji-Paraná (Acejipa), entre outras funções. O nome de Alexandre Ramos foi proposto pelo vereador Lorenil Gomes (PTB).


Marcos Antônio Duarte Silva é de São Paulo (SP). É formado em Teologia e Direito, Especialista em Direito Penal e Processo Penal pelo Mackenzie SP e professor de Direito Penal e Criminologia, entre outros títulos. É também autor de nove livros, dos quais dois são de sua inteira autoria e sete como organizador e autor. Desde sua chegada a Rondônia, teve como objetivo morar em Ji-Paraná para ampliar suas pesquisas na área acadêmica, social e filosófica. O presidente Affonso Cândido foi autor da homenagem.

Um título de Cidadão Honorário é uma honraria concedida a pessoas não naturais de Ji-Paraná. Trata-se de um reconhecimento público da CMJP à biografia e trabalho de cidadãos que ajudaram no crescimento do município. A homenagem é equiparada a uma adoção oficial.

Na foto enviada – sequência: Alexandre Alves Ramos, Hugo Lopes Araújo e Marcos Antônio Duarte Silva.

Texto: Jairo Ardull

Foto: Paulo Baltazar

O empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijp), Hugo Lopes Araújo, e os advogados Alexandre Alves Ramos e Marco Antônio Duarte Silva, receberam da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) os títulos de “Cidadão Honorário Ji-paranaense”. A solenidade de entrega ocorreu na sessão ordinária de terça-feira (11).

“Embora as concessões [de títulos] tenham sido aprovadas em datas diferentes, escolhemos esta sessão para homenagear três importantes membros de nossa sociedade com a comenda máxima desta Casa pelos serviços prestados e por contribuírem para o desenvolvimento econômico e social de nosso município”, justificou o presidente da CMJP, Affonso Cândido (DEM).

Hugo Araújo Lopes nasceu na cidade de Jacobina, Bahia. Aos 14 anos, se mudou para Criciúma, Santa Catarina. Em março de 2001, chegou a Ji-Paraná como gerente de uma empresa. Depois de três anos, instalou uma loja do segmento de telefonia. Também atua no ramo de materiais de construção.  Lopes já presidiu o Rotary Clube do município e, atualmente, é presidente da Loja Maçônica Segredo e Lealdade e da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná. A indicação ao título é do ex-presidente da CMJP, Nilton Cézar Rios (PSB).

Alexandre Alves Ramos é natural de Belo Horizonte, Minas Gerais, e reside em Ji-Paraná desde fevereiro de 1985. É advogado, contabilista e empresário. Ocupou os cargos de diretor-geral adjunto do Detran/RO, presidência da Associação dos Profissionais Contabilistas de Ji-Paraná (Acejipa), entre outras funções. O nome de Alexandre Ramos foi proposto pelo vereador Lorenil Gomes (PTB).


Marcos Antônio Duarte Silva é de São Paulo (SP). É formado em Teologia e Direito, Especialista em Direito Penal e Processo Penal pelo Mackenzie SP e professor de Direito Penal e Criminologia, entre outros títulos. É também autor de nove livros, dos quais dois são de sua inteira autoria e sete como organizador e autor. Desde sua chegada a Rondônia, teve como objetivo morar em Ji-Paraná para ampliar suas pesquisas na área acadêmica, social e filosófica. O presidente Affonso Cândido foi autor da homenagem.

Um título de Cidadão Honorário é uma honraria concedida a pessoas não naturais de Ji-Paraná. Trata-se de um reconhecimento público da CMJP à biografia e trabalho de cidadãos que ajudaram no crescimento do município. A homenagem é equiparada a uma adoção oficial.

Na foto enviada – sequência: Alexandre Alves Ramos, Hugo Lopes Araújo e Marcos Antônio Duarte Silva.

Texto: Jairo Ardull

Foto: Paulo Baltazar

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.