Airplane Bolso noia number one – coluna do Gutierrez

O título faz parte do humor e muito comentário sacana que estão sendo feitos sobre o episódio dos 39 quilos de cocaína no avião do presidente Brasil flagrados na Espanha.   A questão é: como o narcotráfico conseguiu se infiltrar no avião de um presidente da república? Isso é muito grave, pois a segurança do presidente está com falhas imperdoáveis – dignas de demissões. Se fosse um terrorista ou um assassino não teria conseguido atingir o objetivo? Praticamente uma impossibilidade filosófica acreditar que alguém com 39 quilos de cocaína num avião presidencial tenha agido sozinho! Isso tem que ser investigado, pois, depõe contra nossa imagem mundo a fora.
Quantas vezes o segundo sargento Manoel Silva Rodrigues – o comissário de bordo preso na Espanha como responsável pela droga, já transportou cocaína no avião da aeronáutica em missões internacionais ou domésticas?   

Qual o protocolo de segurança usado? Qual é o serviço de ‘inteligência rara’ que cuida da segurança do presidente?
Não importa quem seja o presidente de plantão: Collor, FHC, Lula, Dilma, Temer ou Bolsonaro, o que precisa ser descoberto é como um sujeito como esse transportando droga está tão próximo ao círculo presidencial.
Isso depõe contra nosso país e coloca a vida de um presidente em risco. 
Coluna do Gutierrez 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.