Goebel intercede para recuperar a Rodovia do Boi

A parceira foi articulada pelo deputado Luizinho Goebel

O deputado Luizinho Goebel (PV) intercedeu junto ao governo de Estado em favor dos pecuaristas e agricultores da região, uma das principais estradas para o escoamento da produção agropecuária do Cone Sul e também da Zona da Mata de Rondônia, a RO-370, mais conhecida como Rodovia do Progresso ou Estrada do Boi, receberam o maquinário do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) em parceria com os pecuaristas e agricultores da região que vão contribuir com maquinas, caminhões e combustível. A estrada tem quase 200 km de extensão, começando em Parecis, na zona da Mata, até Corumbiara, no Cone Sul. A rodovia garante a economia de pelo menos 150 km aos produtores que precisam transitar entre as duas regiões. Antes, esse trajeto era obrigatoriamente realizado pela BR-364.

Goebel esteve na última sexta-feira (19/07) cumprindo agenda no Cone Sul do Estado. Acompanhado do vice-governador José Atílio Salazar Martins, (PSL), o Zé Jodan, do diretor-geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) Coronel Erasmo Meireles, percorreu a Estrada do Boi.  Participara ainda os deputados estaduais Ezequiel Neiva de Carvalho (PTB), José Eurípedes Clemente (MDB), Lebrão, prefeito de Pimenteiras do Oeste Olvindo Luiz Dondé  (PDT), prefeita de Cerejeiras Lisete Marth (PV), prefeita de Chupinguaia Sheila Mosso, vereadores de Cerejeiras e empresários da região.

O deputado disse, ainda, que algumas rodovias, como a Estrada do Boi, merecem atenção especial por atender um dos maiores centros produtivo de grãos e bovinos em Rondônia.

O deputado Luizinho Goebel falou da importância da rodovia do Boi para o Estado. Ele destacou a importância da recuperação da estrada por parte do governo através do DER nessa região. “Muitas pessoas da cidade não têm conhecimento da alta produção agrícola e pecuária que existe aqui”, frisou.

Os empresários e pecuaristas afirmaram que é importante que o governo continue fomentando o agronegócio que é o carro chefe de Rondônia. Disse que é bom ver que as autoridades enxergam as necessidades e que valorizam o potencial da região. Observou também que a melhoria da rodovia fará toda diferença para o escoamento da produção.

Alta produtividade

O parlamentar destacou que a região de latossolo vermelho que se estende pelos municípios de Chupinguaia, porção norte de Pimenteiras do Oeste e Corumbiara possuem hoje mais de 152 mil hectares de áreas de lavoura, arroz, soja e milho, que segundo dados do IBGE, resultaram na produção de 589,5 mil toneladas de grãos, na safra 2017/2018, o que representa 30% da produção total do Estado de Rondônia.

A região é caracterizada por terras férteis, topografia plana, com elevado potencial agrícola. Estima-se que a atividade ocupe pouco mais de 20% do potencial desta região. O principal obstáculo para consolidar a região como a maior produtora de grãos do Estado é a precariedade das estradas.

A RO-370, também conhecida como Rodovia do Boi, deveria ser a principal rota de escoamento, uma vez que permite economia de 150 km de frete até Porto Velho.

Conforme o mapa, para a produção que sai de Corumbiara, até alcançar a BR-364 em Presidente Médici, são 270 km. Pela rota tradicional, são 420 km, porque retorna até Cerejeiras, trevo em Vilhena, para então alcançar a BR-364.

Luizinho Goebel diz que o órgão tem a obrigação de manter as estradas transitáveis para não comprometer o transporte de grãos. “O ciclo do transporte de grãos não pode ser interrompido. Cerca de 30% da produção é armazenada nas carretas, durante o transporte. O restante está guardado nos portos e entrepostos para exportação. Parte da colheita é realizada no início das chuvas e as estradas precisam estar preparadas”, explicou Goebel.

Fonte e Fotos: Wilmer G. Borges/Assessoria

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.