Semusa amplia atendimento à comunidade

Facilitar o acesso e estimular o cuidado com a saúde das crianças são um dos objetivos do “Atendimento na Comunidade”, realizado pelas Unidades Básicas de Saúde de Ji-Paraná a cada dois meses.

As equipes do Programa Estratégia Saúde da Família realizam atendimento às crianças em igrejas ou associações de bairros. Oferecem consulta médica e orientações importantes sobre como a família pode contribuir para o desenvolvimento infantil.

Participam das atividades o médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e agentes comunitários de saúde.

Esta semana a equipe da UBS Dom Bosco atendeu as crianças que passaram por uma triagem e consulta médica, na comunidade católica Santa Luzia.

Segundo a médica do Programa Estratégia Saúde da Família, Rayelle Barros da Cunha, a ação tem o objetivo de orientar os pais ou responsáveis sobre a prevenção de doenças, proteção à saúde das crianças, com cuidados essenciais para o bom desenvolvimento delas.

“Nós fazemos a conferência para saber se a criança tomou todas as vacinas. Damos orientações sobre os cuidados com as crianças de até 12 anos, o desenvolvimento e alimentação adequados. A prevenção é essencial para diminuir as internações hospitalares, o baixo peso e as doenças de modo geral. A proposta destas ações é incentivar a prevenção, que sempre será o melhor remédio”, explicou a médica.

 O atendimento fora da UBS não precisa de agendamento. Os agentes comunitários de saúde divulgam a data e local das ações. Os benefícios da equipe de saúde ir até a comunidade são inúmeros. O acesso para os pais ou responsáveis é facilitado e a adesão é maior, segundo a agente comunitária de saúde, Roselma Ribeiro dos Santos.

“Nós levamos os serviços de saúde até a comunidade e acabamos desafogando a UBS. Se a médica pedir exames, a pessoa pode agendar o retorno na unidade ou se for consulta de rotina esperar a próxima ação na comunidade. Os resultados são positivos. Antes as mães quase não levavam as crianças para consultas de rotina. Agora melhorou bastante, pois a procura aumentou”, disse a agente de saúde.

A atendente, Isabela de Araújo, levou as filhas Heloísa e Jussara para pedir algumas orientações. Aprendeu sobre como escolher boa alimentação, sobre o consumo de água potável, a importância de não faltar na escola, e dicas para prevenir doenças.

“Eu gostei bastante. Eu trouxe as meninas para uma consulta de rotina e pedir ajuda da médica sobre uma intolerância que elas estão tendo com algumas frutas. É muito importante essa ação fora do postinho de saúde”, disse.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.