Confusão à vista – Líder do PSL defende saída de Flávio Bolsonaro do partido

Os senadores Major Olímpio, líder do PSL no Senado, e o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) criticaram o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) por causa postura contrária à abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do poder Judiciário, a CPI da Lava Toga.

Em entrevista à jornalista Marianna Holanda, do Estado de S. Paulo, publicada nesta segunda-feira (16), Major Olímpio defendeu a saída imediata de Flávio Bolsonaro do partido. “Nós que representamos a bandeira anticorrupção do Presidente. Eu tentei convencê-la (senadora Juíza Selma, de saída para o Podemos) a ficar e resistir conosco. Quem tem que cair fora do PSL é o Flávio, não ela. Gostaria que ele saísse hoje mesmo”, afirmou o senador Major Olimpio. O PSL é o partido do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, em defesa do irmão, postou nas redes sociais neste fim de semana um vídeo que, apesar de criticar a postura de Flávio, comenta que a CPI não teria eficácia para convocar e punir  magistrados, em especial os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Por causa da postagem, o senador Alessandro Vieira, que é o autor do pedido de CPI, respondeu dizendo que “falta vergonha na cara” do deputado para espalhar fake news contra a CPI da Lava Toga.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.