Coronavírus – Suspensas as aulas em Ji-Paraná

Coronavírus - Suspensa as aulas em Ji-Paraná
As medidas foram anunciadas hoje pelo Prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto, Secretário Municipal de Saúde,  Rafael Papa e a Secretária Municipal de Educação, Edilaine Nogueira.

Coronavírus – Suspensas as aulas em Ji-Paraná – Não só as aulas como qualquer atividade pública que reúna muita gente, inclusive, nas igrejas.

Visando evitar a disseminação de contaminação da população pelo Coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de Ji-Paraná anunciou hoje (17) uma série de medidas que estão sendo tomadas em caráter de emergência no âmbito do município.

Dentre as principais medidas estão a suspensão das aulas da rede municipal de ensino, suspensão de cursos e oficinas nas instituições de cultura e de assistência social do município de Ji-Paraná, suspensão de eventos esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos e religiosos, suspensão das visitas, incluindo as de cunho religioso, no ambiente do Hospital Municipal de Ji-Paraná; limitação da presença de  acompanhantes a pacientes internos e em observação no serviço hospitalar público; reforço de profissionais para atendimentos nas Unidade Básicas de Saúde.

As informações foram detalhadas por meio de uma nota oficial e de uma  coletiva de Imprensa, realizada na manhã de hoje (17), com a presença do Prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto, Secretário Municipal de Saúde,  Rafael Papa, e a Secretária Municipal de Educação, Edilaine Nogueira.

A seguir a íntegra da nota com as determinações e recomendações.

Nota Oficial

 

                   A Prefeitura Municipal de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em razão das recomendações e determinações da Organização Mundial da Saúde – OMS e Ministério da Saúde – MS, e em atenção ao decreto nº 24.871 do Governo do Estado de Rondônia, visando combater a pandemia provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19), torna as seguintes ações como prioritárias em nosso município.

                   Determina-se:

1.         Suspender por motivo de emergência em saúde pública as visitas incluindo as de cunho religioso, no ambiente do Hospital Municipal de Ji-Paraná;

2.         Limita-se ao máximo a presença de acompanhante a pacientes internos e em observação no serviço hospitalar público;

3.         Suspender, a partir do dia 18 de março, por um período de 15 dias prorrogáveis por mais 15, as aulas, palestras, cursos e oficinas nas instituições de ensino, de cultura e de assistência social do município de Ji-Paraná;

4.         Suspender por um período de 15 dias prorrogáveis por mais 15, total de 30 dias, ações de cunho coletivo com a população idosa do município.

                   Recomenda-se:

1.       Restringir ao indispensável às reuniões de trabalho, comissões, comitês, e assemelhados;

2.       Suspender eventos esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos e religiosos, com aglomerações de pessoas (a partir de 100 pessoas ou mais), em ambiente aberto ou fechado, como medida de segurança;

3.       Toda pessoa que realizou viagens para o exterior ou mesmo no Brasil em locais com casos confirmados de COVID-19, deve manter isolamento domiciliar durante 7 dias, mesmo que não apresente sintomas. Em casos de aparecimento de sintomas, após os sete dias de isolamento domiciliar e dentro de um período de 14 dias, essas pessoas devem procurar a UBS mais próxima;

4.       Ao apresentar sinais leves de gripe como: febre leve, tosse, coriza, dor nas articulações, dor de garganta, dor nos olhos, diarréia, procurar a UBS mais próxima;

5.       Em caso de febre alta e dificuldade de respirar, somente nestes casos, procurar o serviço médico hospitalar.

                   A Prefeitura Municipal informa ainda que as estatísticas demonstram que a maioria dos pacientes confirmados, com coronavírus no mundo (cerca de 85%) fica completamente curada apenas com isolamento domiciliar, portanto uma das principais recomendações, em caso de confirmação, é não sair de casa e nem receber visitas.

                   Em isolamento domiciliar, o paciente deverá seguir as recomendações médicas tomando medicamentos para febre e dor e muita hidratação oral, associadas às medidas de higiene como lavar as mãos várias vezes ao dia, uso contínuo de álcool em gel e etiqueta respiratória (cuidado ao tossir ou espirrar).

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.