Exclusivo: descoberto contrabando de merda para Ji-Paraná

Acredite se quiser: toletes clandestinos estão sendo contrabandeados para a cidade de Ji-Paraná. O produto nada aromático está sendo trazido de Jaru, Presidente Médici e Ouro Preto do Oeste e sendo despejado no lixão ji-paranaense.

Especialistas em toletes clandestinos estariam sendo convocados pelo serviço de inteligência rara para descobrir o DNA de merda.

Misturar o tolete da Lurdinha do PT com o tolete do Alex Testoni do PSD, ou então com o da Sônia do PT e do Jesualdo Pires (PSB) é muito perigoso. O efeito poderia ser catastrófico.

Tem que dar uma de gato

O certo é que cada um enterre a própria merda.

Por enquanto, só a agência reguladora de água está cuidando do caso. Para se tornar mais eficiente, teria que ser criado o departamento especializado para regular a merda. A portaria para esse cargo não seria lá essas coisas, mas já teria vereador de olho na indicação.

Especialista em ir a fundo às investigações, o vereador CC Gomes já estaria arquitetando a CPI do Tolete.  Como se trata de um caso que ultrapassa as fronteiras, até do imaginário, seria uma comissão Mista envolvendo vereadores de Jaru, Pela-Jegue e Ouro Preto. Sei não, mas acho que isso vai dar merda. Hehehe.

Se a CPI da Merda for realmente instalada, poderá ganhar repercussão nacional e internacional.

Alguns pessimistas acham que isso poderá dar merda. O mais pessimista de todos, no entanto, entende que a merda não dará para todo mundo.

O certo é que caminhões de auto-fosa de outras cidades estariam descarregando  em Ji-Paraná.

Já não basta o monte de pacientes agora estão mandando a merda junto! Ô, raça!!!

A esperança é que o exército está para montar barraco em Ji-Paraná. Assim será mais fácil descobrir a origem do contrabando. Afinal, os toletes têm várias formas peculiares às forças armadas: de granada, submarino, morteiro e até gás mostarda.

Nem sei como consegui forças para fazer essa crônica de merda, mas, no fundo, no fundo, ela é desafiadora porque se pode exagerar na merda que não fará diferença.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.