Ji-Paraná já tem substituto para médicos cubanos

Os quatro médicos cubanos que devem encerrar o contrato com a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio do Programa Federal Mais Médicos, já serão substituídos pelo Ministério da Saúde.

Segundo o secretário municipal de saúde, Renato Fuverki, o edital do programa com a lista dos médicos brasileiros aprovados foi divulgado pelo Governo Federal no Diário oficial da União e prevê, inclusive, a vinda de um médico a mais para Ji-Paraná. Cinco profissionais estão se apresentando e começarão a trabalhar ainda nesta semana.

“Ji-Paraná não teve e não terá prejuízos com o encerramento dos contratos com os profissionais cubanos do Mais Médico. Os quatro clínicos gerais ainda estão trabalhando nas nossas unidades e devem deixar o Brasil nos próximos dias. Os novos contratados receberão orientações de como funciona o atendimento da Atenção Básica de Saúde de Ji-Paraná e devem iniciar os atendimentos o quanto antes”, explicou o secretário.

A coordenadora da Divisão da Estratégia Saúde da Família, Marlene Alencar, explica que Ji-Paraná ainda tem três vagas do último edital lançado para o programa, em dezembro de 2017. Mas que as UBS estão atendendo a demanda enquanto a situação não é regularizada pelo Governo Federal. “Sabemos que com a vinda de mais cinco médicos, o atendimento fluirá melhor, por isso, estamos organizando a demanda para que os usuários sejam atendidos de maneira satisfatória”.

O diretor do Departamento de Atenção Básica, Bruno César, disse que o Programa Federal é importante para reforçar as Unidades Básicas de Saúde onde atuam as equipes Saúde da Família.

“A atenção básica é a porta de entrada dos serviços de saúde. Se você reforça esse atendimento e resolve os problemas que são da competência das UBS, temos menor fluxo no atendimento de urgência e emergência no hospital. As visitas domiciliares e atendimentos preventivos feitos pelas equipes Saúde da Família são fundamentais para que a saúde seja de fato resolutiva”, disse o diretor.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.