Polícia Civil de Alagoas mata 11 suspeitos de assalto a banco

João Valadares – Onze suspeitos de assaltar uma agência bancária no agreste de Pernambuco foram mortos por policiais civis na tarde desta quinta-feira (8) em Santana do Ipanema, sertão de Alagoas, durante operação para prendê-los.

A Polícia Civil de Alagoas informou que houve confronto. Nenhum policial ficou gravemente ferido. “Eles dispararam sem nenhuma técnica. A Polícia Civil tem todo o preparo”, justificou o delegado Fábio Costa, um dos coordenadores da ação. Ele ressaltou que alguns estilhaços atingiram parte dos agentes.

Costa disse que os policiais foram ao local para capturar os suspeitos. “O nosso principal objetivo era prendê-los.” Com o grupo, que estava escondido dentro de uma casa na zona rural da cidade, foram apreendidos dois fuzis, quatro espingardas calibre 12, pistolas, coletes à prova de balas e explosivos.

Uma caminhonete que teria sido utilizada no assalto realizado na madrugada desta quinta-feira (8), no município de Águas Belas, distante a 66 quilômetros de Santana do Ipanema, também foi localizada.
O delegado Fábio Costa comunicou que os corpos ainda estão sendo identificados e liberados para as famílias.

Ele declarou que pelo menos três dos suspeitos eram integrantes de quadrilhas que explodiam agências bancárias em estados nordestinos. “Alguns são procurados pela Polícia Federal e também pela força policial de vários estados.”

Informações da Polícia Civil indicam que o grupo era composto por homens de Alagoas, Pernambuco, Pará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Bahia e Sergipe. Um deles, conforme o delegado, teria participado de um assalto a um shopping em Campina Grande, na Paraíba, localizado nas proximidades da Polícia Federal.

“Estávamos investigando o grupo fazia três meses. Quando chegamos ao local, agentes que estavam cortando a cerca de arame farpado foram recebidos com tiros de fuzil. Houve uma intensa troca de tiros que durou dez minutos”. Costa diz acreditar que não houve fuga. “Utilizamos um helicóptero da Secretaria de Segurança Pública que chegou ao local no mesmo momento.” A ação, intitulada Cavalo de Troia, contou com 25 homens da Polícia Civil e ocorreu por volta das 15h (horário local).

Fotos que circulam pelo aplicativo de mensagens WhatsApp mostram os corpos amontoados dentro da casa e, posteriormente, na caçamba da caminhonete apreendida no local. Grande parte do grupo aparece nas imagens apenas de cueca.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.