Transportadora pressiona e demite motoristas por não revelar autor de denúncias nas redes sociais

que se negaram a dizer quem gravou as imagens sobre a péssimas condições oferecidas aos mais de 150 fusionários da transportadora. Foto: Reprodução do Vídeo.
Estes seriam os motoristas que se negaram a dizer quem gravou as imagens sobre a péssimas condições oferecidas aos mais de 150 fusionários da transportadora. Foto: Reprodução do Vídeo.

Gisele Vaz – Um motorista foi demitido e outros quatro funcionários estão ameaçadas de demissão se não entregarem o nome do autor da filmagem que revelou as péssimas condições de  trabalho que são oferecidas por uma transportadora da cidade de Tubarão, em Santa Catarina, distante 138 quilômetros da capital Florianópolis. 

Assim que o motorista chegou à Rodonorte, foi levado para uma sala na qual sofreu as ameaças e a ‘tortura psicológica’ para entregar o nome da pessoa que filmou. Por ter dito que não sabia quem era porque não o conhecia, foi demitido no mesmo dia. A ameaça se estendeu também para os outros quatro motoristas que aparecem nas imagens. 

As informações, que foram levadas até a jornalista Gisele Vaz, do grupo Damas de Ferro, revelam que a Rodonorte mantém apenas um banheiro para atender algo em torno de 150 motoristas. A média diária é de 40 motoristas que são sujeitados às condições de higiene insalubres. Eles são obrigados a enfrentar fila enorme para ter o direito de fazer as necessidades fisiológicas. O pátio não tem calçamento e, por isso, em períodos de chuva, a lama dificulta ainda mais a situação.   

A oficina é usada como área de repouso dos motoristas. O lugar é muito sujo e o bebedouro é parte da decoração combinando com a falta de higiene, conforme revelaram as imagens. Um funcionário informou que a empresa tem pelo menos cinco motoristas mulheres. Ainda, segundo a fonte, elas são sujeitas a enfrentar as condições iguais de falta de higiene, até mesmo disputar o banheiro com os homens. Água, só até às 18 horas, revelas as imagens. 
A reportagem não conseguiu contato com a empresa para se pronunciar sobre o fato. 

Motorista conta que foi demitido

 

Denúncia como foi feita nas redes sociais

Denúncia contra a Rodonorte

Empresa Rodonorte submete seus motoristas a trabalho análogo ao escravo. Depois que dezenas de funcionários da Lunardi tomaram coragem e denunciaram a forma desumana e indigna como são tratados, agora foi a vez dos motoristas da Rodonorte denunciarem. Exija seus direitos você também. Denuncie e mude essa realidade.#damasdeferro #somostodasdamasdeferro #cristais #mulheresdarodagem #caminhão #caminhoneiros #transportes #caminhoneiras #giselevaz #movimentounido #cristaisdobrasil #repom #amigosdaestrada #sigabemcaminhoneiro #comandonacionaldotransporte #pénaestrada #carreteiros #scania #iveco #caminhoneirosunidos #brasilestradeiro #paznaestrada #caminhoneirosdabr #brasilcaminhoneiro

Publicado por Gisele Vaz em Quarta-feira, 27 de março de 2019

Preso casal com 745 quilos de maconha em Rondônia

Apenado incendiário queima mais uma casa e fere outra mulher

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.