Veja quem pode eleger mais deputado federal – Coluna do Gutierrez

A união envolvendo duas das maiores forças políticas de Rondônia, de cara, abre caminho para a coligação conseguir eleger pelo menos quatro deputados federais podendo chegar, ainda, a conquistar a quinta vaga, das oito a que Rondônia têm direito. Estou falando sobre a união entre Partidos de sustentação de Ivo Cassol com os partidos que dão sustentação ao senador Acir Gurgacz (PDT-RO) rumo ao governo de Rondônia.  

Coligou porque é vantajoso

Com uma perspectiva dessas se explica o porquê do PP e PR se aliarem ao PDT e PSB. Aliás, Cassol disse no encontro do DEM, no último sábado, em Ji-Paraná, que é contra essa união, mas, se ela aconteceu, seria por que Cassol não manda mais nada, por que sabe que a coligação é vantajosa para eleger a irmã dele, Jaqueline, e Luiz Cláudio, ambos à federal, ou por que queria indicar o candidato a vice de Expedito Júnior e Aparício Carvalho disse não ao plano submissão ao qual costuma impor aos ‘aliados’? 

‘Ninguém é trouxa sozinho’ 

O certo é que Ivo Cassol disse na visita de Geraldo Alckmin a Ji-Paraná, que passou o fim de semana pescando na fazenda dele no Guaporé, para justificar que estava desligado do processo. Mas segundo a tia de uma cunhada que tem um primo caçador, Cassol teria sido visto acariciando a Anta mansinha que mora na reserva ambiental dele, como se estivesse sendo aconselhado. Se a anta disse alguma coisa, o caçador não pode afirmar. Humor à parte, Cassol não dá ponto sem nó e para justificar acordo político vantajoso para o grupo dele, agora anda dizendo pra todo mundo que nunca quis a união. O medo do Cassol seria o de repetir o vexame da última eleição estadual em que não conseguiu eleger ninguém da família?  

 Coligação poderosa  

A união PP e PR com PDT, PSB e aliados deixa o MDB com chances reduzidas de ter um desempenho formidável para eleger deputados federais, como em eleições anteriores. 

Se Confúcio Moura (MDB) for mesmo obrigado a sacrificar sua pretensão de ser candidato a senador  para uma candidatura à federal, o MDB não teria dificuldades de eleger dois deputados federais. 

Tucanos no limite 

A coligação PSDB, DEM e PSD, que traz Expedito Júnior ao Governo, tem potencial para eleger dois deputados federais, mas é preciso empenho e não cometer vacilo.  Aliás, Mariana Carvalho (PSDB-RO) e Expedito Netto (PSD-RO) são os expoentes desse time. 

Esperança à la corvo 

O pré-candidato do MDB  ao governo de Rondônia Maurão de Carvalho torce para que a união dos partidos políticos ligados a Ivo Cassol se juntando aos partidos políticos que dão sustentação a Acir Gurgacz (PDT) ao governo do Estado provoque  desencantamento do eleitorado do Ivo a ponto de Maurão capitanear alguma vantagem nisso.  

 

Perdas e ganhos 

É difícil dizer algo nesse momento, até porque, o eleitorado ainda está tentando entender o que aconteceu, mas, se existir algum desencanto, seria mais fácil alguma coisa ser capitaneada por Expedito Júnior do que por Maurão, que, ao meu ver, pode segurar lanterna nesta disputa.  

 

Eleição atípica  

O que deve ser observado com muita atenção, é que esse processo eleitoral tem de 45 dias de duração. Aquele que tiver o maior número de partidos e candidatos, tanto para deputado federal como para deputado estadual, em tese, tem mais cabos eleitorais naturais cobrindo todo o território em busca de votos e, por isso, leva alguma vantagem nas majoritárias. 

Todas as hipóteses 

Na hipótese do senador Acir Gurgacz (PDT) não conseguir levar a candidatura até o fim, o candidato ao senado Carlos Magno (PP) disse a um correligionário de que o substituto seria o também pré-candidato ao Senado Jesualdo Pires (PSB). Já outra corrente aposta que essa vaga seria ocupada pelo atual governador Daniel Pereira, também do PSB. 

Independente das possibilidades que são conjeturadas, até mesmo alguns adversários do senador Acir entendem que, a partir de janeiro, a situação contra ele estaria resolvida. 

MDB 

Pela primeira vez em muitas eleições, o MDB surge com a menor perspectiva de eleger deputados federais. Mas, no quesito deputado estadual, o partido está poderoso podendo eleger a maior bancada da Assembleia Legislativa. 

Escalação em aberto 

O que está acertado hoje, pode se desfazer nos próximos minutos num momento em que os diálogos estão abertos e os partidos não param de fazer projeções e cálculos para chegar às convenções com o melhor time em busca do voto. 

Carlos Magno

A quantidade de gente que foi ao lançamento da pré-candidatura de Carlos Magno ao Senado em Ouro Preto do Oeste no último sábado, foi tão aquém do esperado, que se tivesse programado para acontecer no saguão da Associação Vida Nova, teria despertado mais curiosidade do público. Para quem não conhece Ouro Preto, o saguão da Vida Nova é onde acontecem os velórios na cidade.  A não ser que Carlos Magno tenha esquecido de convidar a população para esse grande acontecimento.  

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.