Projeto Força na Peruca comemora três anos

Ana Carolina Camilo – Para comemorar os três anos do Força na Peruca, os voluntários foram visitar o Hospital do Amor, em Porto Velho, e fizeram uma demonstração de como são confeccionadas as perucas na sede do projeto em Ji-Paraná. Na apresentação, as voluntárias produziram perucas atingindo a marca de 600 e fizeram entrega para os pacientes. “O projeto é pioneiro na Região Norte, tem 10 voluntárias e tem o objetivo de devolver a vaidade, autoestima e dignidades das pessoas que estão fazendo o tratamento contra o câncer”, comentou a idealizadora do projeto e coordenadora voluntária do Hospital de Câncer de Barretos (HCB) em Ji-Paraná, deputada federal Silvia Cristina (PDT).

Coordenado pelo Núcleo das Mulheres Empreendedoras (AME) da Associação Comercial e Industrial (Acijip), com apoio do o Grupo de Apoio aos Portadores de Câncer (GAPC), aporte financeiro da Sicoob Centro e coordenadora da oficina a voluntária Gislaine Dias, o Projeto Força na Peruca já encaminhou perucas para diversos municípios de Rondônia, Amazonas, Mato Grosso e Barretos (SP).

Segundo Gislaine Dias, é muito gratificante participar deste projeto que produz perucas com cabelos naturais para mulheres e crianças e, principalmente, por já ter sido beneficiada sabe da importância e desenvolve seu trabalho com muito amor.  “Perdi o cabelo em fevereiro de 2015 e quando recebi a peruca elevou minha autoestima. Voltei a participar de evento, sair de casa, entre outras coisas. Foi muito importante para mim”, afirmou a coordenadora.

A Oficina do Projeto Força na Peruca funciona de terça a quinta-feira, das 14 às 17 horas, na rua Manoel Franco, n°338 (entre T-3 e T-4), no bairro Nova Brasília. “Agradecemos o empenho das voluntárias e o apoio da população neste importante projeto, que beneficia toda Região Norte”, disse Silvia Cristina, finalizando que “Força na Peruca desenvolve um trabalho de amor e ajuda a devolver a autoestima dos portadores de câncer”.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.