Campo do Incra será o mais novo estádio de Futebol de Rondônia

Em primeiro plano o campo construído na sede do Incra no início da década de 1970.

Ouro Preto do Oeste – Um dos campos de futebol mais antigos de Rondônia vai se tornar estádio a partir desse ano com um investimento de quase R$ 6 milhões.

Da redação
Roberto Gutierrez

O terceiro campo de futebol mais antigos de Rondônia vai se tornar estádio a partir desse ano com um investimento de quase de R$ 6 milhões.

Construído em 1972 na gestão do administrador do primeiro Projeto de Colonização do Incra em Rondônia (PIC-OP) Assis Canuto, o campo do Incra tem de R$ 5,068 milhões mais a contrapartida de 10% da prefeitura para a construção de um estádio. O dinheiro já está na conta da prefeitura, é um repasse do Governo do Estado via emenda parlamentar do deputado Laerte Gomes.

O anúncio partiu do prefeito Alex Testoni ao dizer que a iniciativa é um sonho da comunidade desportiva da Região Central do Estado que se torna realidade graças a sensibilidade e vontade política do Governador Marcos Rocha (PSL) e dos deputado estadual Laerte Gomes, autor da emenda.

O projeto já está pronto. Além de arquibancada, Vestiários e iluminação, atenderá a classe estudantil com pista de atletismo. A prefeitura dará início ainda neste mês  ao processo de licitação pública para a escolha da empresa que vai construir o estádio.

História

Quando o campo do Incra foi construído apenas em Porto Velho e Guajará-Mirim tinham campo de futebol e equipes formadas com futebol amador. Rondônia era Território Federal, o governador era Marcos Henrique, o primeiro time de futebol de Ouro Preto foi o Bangu que tinha à frente os cariocas Carlos Alberto Soares da Costa, o Soares, e Agostinho Peniche.  A permanência Soares em Ouro Preto foi curta. Após se casar com a pedagoga Maria Anna Silva Costa, se mudou para Jaru e  ingressou na vida empresarial com posto de combustível. Peniche atualmente mora em Rio Branco. Maria Anna realizou todos os preparativos para criar a primeira torcida organizada do Banguzinho.

O primeiro amistoso importante do Bangu foi com o Flamengo, de Porto Velho. Uma das partidas aconteceu na Vila  Rondônia num campinho de futebol improvisado onde hoje está localizado banco Itau e a Diocese.

Na década de 1980 Alex Testoni, por meio das organizações Dom Bosco, passou a investir no futebol amador com o Time Dom Bosco. Foi a primeira vez que atletas amadores de futebol tiveram remuneração para participar do time. Na década de 1990  o campo do Incra se tornou a casa do Ouro Preto Futebol Clube quando do início do futebol profissional em Rondônia. O maior rival do Ouro Preto era o Ji-Paraná Futebol Clube. Aliás, essa rivalidade esportiva com Ji-Paraná começou bem antes, no tempo do Campeonato Alvorada de Futebol de Salão. As duas cidades, por muitas vezes, disputaram a final da competição.

Uma das primeiras partidas realizadas no campo do Incra em Ouro Preto, interior de Rondônia, na de´cada de 1970

 

Consagração

“A construção do Estadio no campo Incra não apenas valoriza a história do futebol de interior de Rondônia, como abre uma janela para novas histórias a serem escritas pelas novas gerações”, comentou Alex Testoni que se diz emocionado em ser protagonista desse avanço na condição de prefeito tendo com parceiro o deputado Laerte autor da emenda para esse investimento. Um grande acontecimento desportivo está sendo planeado para a inauguração do estádio.

Projeto do estadio do Incra.
Vista parcial da sede do Incra em Ouro Preto. Ao fundo o campo de futebol recém-construído.

 

3 Comentários

  1. Ouro preto do oeste mereçe estive a honra de estar disputando um campeonato pela cidade de teixeiropolis uma copa chamada deputada rosaria helena se algum dia prescisar de um treinador pra formar jogadores. Estou a disposto a ajudar Ronaldo de Curitiba no parana meu watts 41 988183607

  2. Muuto bem! O campo do Incra tem muitas histórias de um tempo em que tudo começou em Ouro Preto Doeste, a gente torsse para que fique muito bom o estádio, e que possamos ter grandes partidas de futebol!

    • Fiquei feliz em ver estampado na Folha de Rondônia que o Campo do INCRA em Ouro Preto do Oeste será transformado em Estádio. É uma forma de reconhecimento pelo muito que o Incra fez naquela região. Os atletas que jogaram naquele Campo com certeza estão orgulhosos e felizes pelo feito. Só desejamos sucesso!

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*