Aécio Neves eleito presidente do PSDB

Senador mineiro terá a missão de quebrar imagem elitista do partido junto ao eleitorado

2013051860403O senador e pré-candidato a Presidência da República, Aécio Neves (PSDB-MG), foi eleito presidente do seu partido na manhã deste sábado (18). Dos 535 delegados presentes na convenção tucana, 521 votaram na chapa encabeçada pelo mineiro.

Em seu discurso de posse, o mineiro criticou o PT, envolvido no escândalo do mensalão, que levou alguns de seus líderes à condenação no STF (Supremo Tribunal Federal).

— Somos o partido que compreende que política e ética podem caminhar juntas. O PT abdicou de ter um projeto de País para se contentar com um projeto de poder.

A confirmação de Aécio na presidência do PSDB fortalece ainda mais a pré-candidatura dele na corrida ao Palácio do Planalto, embora o político não tenha se declarado candidato. Ele é o nome mais forte dentro do partido para disputar as eleições de 2014.

No entanto, há uma corrente contrária dentro da agremiação que ainda defende a candidatura de José Serra, derrotado em 2010.

Aécio Neves agora terá o desafio de pavimentar a estrada que poderá levá-lo ao Palácio do Planalto. O senador mineiro tem o apoio de grande parte dos tucanos e sua candidatura para dirigir o partido tem o respaldo de seu antecessor na presidência do PSDB, o deputado Sérgio Guerra (PE).

Além disso, o senador tem o aval de importantes nomes da legenda, como o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Serra

O senador tucano enfrenta resistência de uma ala do partido que apóia o ex-governador de São Paulo, José Serra, candidato do PSDB derrotado por Dilma Rousseff nas eleições presidenciais de 2010.

O paulista está sendo cortejado pelo PPS, que depois da fusão com o PMN deu origem à Mobilização Democrática, para deixar o PSDB.

Novo diretório

Ao todo, 535 filiados com direito a voto participaram da votação da nova executiva nacional do PSDB. São senadores, deputados federais, delegados dos Estados e do Distrito Federal, além dos atuais membros do diretório.

Além do novo presidente, foram escolhidos 236 nomes para compor a nova direção tucana. O voto foi secreto e registrado em cédulas logo no início da convenção.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.