Fiero debate com Energisa impactos do reajuste na tarifa de energia

Apresentar a Energisa, grupo que assumiu a distribuição de energia elétrica para Rondônia e explicar o reajuste de 25 por cento na tarifa autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Estes foram os temas abordados na pauta da reunião realizada na manhã desta terça-feira, 18, na Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), com a participação de conselheiros, diretores e empresários e representantes do Grupo Energisa.

O diretor da empresa, André Theobald, ressaltou que a Energisa tem muita experiência na área de energia elétrica, um bem essencial na vida das pessoas. “Por isso, a nossa prioridade inicial é assegurar a continuidade dos serviços a toda população de Rondônia. O objetivo do nosso trabalho será entregar uma energia segura e de qualidade ao estado e colocar a distribuidora entre as melhores do país. Dessa forma, confiamos que iremos contribuir para o desenvolvimento econômico e social do estado, a exemplo do que já fazemos em outras regiões do país onde atuamos”, afirma André.

O presidente da Fiero, Marcelo Thomé destacou como fundamental a divulgação correta das informações à sociedade. Thomé convidou o diretor da Energisa a participar da reunião do Conselho de Representantes da Fiero, que acontece sexta, 21, a partir das 14 horas. “Vocês terão a oportunidade de apresentar as propostas, os benefícios para o desenvolvimento do estado, a maneira como a Energisa pretende se relacionar com o setor produtivo rondoniense. Os nossos conselheiros são formadores de opinião e sendo assim poderão difundir a informação correta para todo o estado de Rondônia”, falou.

Segundo Theobald, independentemente de ser a Energisa, o aumento iria acontecer de qualquer jeito. “Agradecemos esta abertura dada pelo presidente Marcelo Thomé, para podermos falar, não apenas de forma técnica, mas objetiva aos empresários, através desta pauta em prol do desenvolvimento do estado. E atendendo convite do presidente Marcelo, participaremos da próxima reunião do Conselho da Fiero”, disse.

O diretor tesoureiro da Fiero, Alan Gurgel lembra o papel fundamental da Fiero na defesa dos interesses da indústria, da classe empresarial e da população. “Este aumento precisa ser bem esclarecido, pois pelo que sabemos, a Energisa também está pagando por ele. Não podemos simplesmente reclamar sem saber todos os fatos, daí optamos por um debate franco, direto e objetivo.

O vice-presidente de Desenvolvimento Econômico da Fiero, Adélio Barofaldi também manifestou seu ponto de vista. “É preciso ser mais claro nesta explicação e como vai chegar à população. A Energisa mal arrematou a Ceron num leilão e logo em seguida a Aneel anuncia o aumento da tarifa. Há um clamor da sociedade e de todos os setores, que aguardam uma explicação sobre esse aumento tão alto na tarifa de energia. Até o governador Daniel Pereira está reclamando, o movimento ganha proporções e a Fiero também está inserida neste contexto”, disse.

O diretor de Relações Institucionais da unidade, Luiz Marcelo Reis de Carvalho também participou da reunião, além de diretores da Fiero.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.