Santos Cruz teria chamado Bolsonaro de “imbecil” e aprovado “solução Mourão”

Santos Cruz na comitiva de Bolsonaro durante viagem a Dallas (Foto: Marcos Côrrea/PR)
Santos Cruz na comitiva de Bolsonaro durante viagem a Dallas (Foto: Marcos Côrrea/PR)

Revista Forum – Acuado com a artilharia olavista, comandada por Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), o agora ex-ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, demonstrou seu descontentamento há cerca de um mês em uma conversa de aplicativo, que foi mostrada a Jair Bolsonaro.

No texto, Santos Cruz chama Bolsonaro de “imbecil” e diz que aprovaria a “solução Mourão”, indicando apoiar um motim contra o presidente para colocar o vice, o general Hamilton Mourão (PRTB) no poder.

Há um mês, após passar o dia sob ataques nas redes sociais — a hashtag #ForaSantosCruz se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter —, Santos Cruz se reuniu com Bolsonaro. Na conversa no Palácio da Alvorada, o ministro teria argumentado que não se tratava de um ato espontâneo , mas que era alvo de uma ação coordenada, com a participação dos filhos do presidente, o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, e assessores ligados a Olavo de Carvalho.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.