Polícia Civil de Rondônia na Folha de pagamento da Energisa

Energisa dá dinheiro para Polícia Civil de Rondônia: são R$ 704 mil por ano para a Polícia Civil.  A cooperação econômica para cobrir despesas da polícia com manutenção de veículos, garante à Energisa, atenção especial quando precisa de uma diligencia da polícia para fiscalizar consumidores em situação suspeita de fraude. Os deputados da CPI da Energisa descobriram esse procedimento, ouviram diretor-geral de Polícia Civil, Samir Fouad, que negou que exista qualquer favorecimento. Os deputados recomendaram a suspensão da ajudinha econômica.

Por mais que o diretor- geral da Polícia Civil de Rondônia tenha justificado que a ajuda financeira não interfere na ação da Polícia Civil, a prática, no entendimento dos parlamentares, destoa com o bom senso e pode deixar margens para o entendimento da prática de conluio.

Milícia

No Rio de Janeiro, por exemplo, investigações revelaram colaborações financeiras das melícias a seguimentos policiais Essa colaboração, segundo o que foi apurado, era em troca de vistas grossas a investigações, e até informações privilegiadas quando iria acontecer diligências policiais. As milicias dominam boa parte dos morro do Rio de Janeiro e exploram atividades de prestação de serviços, como gá, TV a cabo, ‘gatos’ de energia elétrica e segurança.

Recomendação

No caso de Rondônia, por mais que as Polícia Civil faça bom uso dos recurso doados pela Energisa, ela, a Companhia de Energia Elétrica, que depende constantemente dos préstimos da Polícia Civil, deixa margem para o entendimento de que juntaram-se a fome com a vontade de comer.  Por isso, a recomendação da CPI da Energisa pela suspensão da colaboração da Energisa.

Acompanhamento da polícia civil a uma equipe da Energisa para verificar sobre a suspeita do desvio de energia elétrica.
Acompanhamento da polícia civil a uma equipe da Energisa para verificar sobre a suspeita do desvio de energia elétrica.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.