Sustentabilidade é tema do Dia Mundial do Meio Ambiente

Secretaria do Meio Ambiente (Semeia), Agência Reguladora de Serviços Delegados de Ji-Paraná (AGERJI) e Fundação Cultural realizarão programão alusiva ao Dia Mundial do Meio Ambiente com o tema: ‘Sustentabilidade’. A data é comemorada no próximo dia 05, mas a programação se estende durante todo o mês de junho.

Para dar início as comemorações alusivas, no dia 01 de junho, será realizada no auditório do IFRO – Instituto Federal de Rondônia de Ji-Paraná, a partir das 8 horas da manhã, com a participação de palestrantes que trarão temas relevantes, como o Projeto Viveiro Cidadão que trata sobre o plantio de mudas para recuperação de matas ciliares e o Projeto Floresta Plantada que é um Programa do Governo Estadual que incentiva o produtor a plantar tipos de vegetação de corte como lenha e lâmina como recurso econômico obtendo assim a recuperação da mata evitando o desmatamento.

Para a secretária de Municipal de Meio Ambiente, Kátia Casula, o tema desse ano é importante e bastante amplo e por isso durante o mês será realizado também palestras nas escolas da rede Municipal e Estadual de Ensino.

“Como queríamos a participação de todos, será realizada a visita durante todo o mês para conscientizar também os alunos que são parte fundamental e as escolas vão trabalhar um tema que foi de escolha própria comunidade estudantil, como lixo, queimadas, saúde, crimes ambientais, mas sempre voltado a sustentabilidade.” Informou.

As empresas também podem solicitar a presença da equipe para uma explicação de como tratar o lixo, como lidar com o desperdício de água e também como manter os recursos naturais que são tão importantes para a vida do planeta.

“ Esse mês vai ser tratado de uma forma mais profunda algo que trabalhamos durante o ano todo, aproveitando o gancho dessa comemoração como uma forma de alerta para assim tomar cuidado para não desperdiçar os recursos naturais e repensar as nossas ações do dia a dia.” Finaliza a secretária.

O evento contará com o apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental, Cooperativa de Catadores de Ji-Paraná, Caerd, Idaron, Sinsero, Sedam, Ecoporé de Rolim de Moura, Fundação Cultural, Ifro, Unir e Agerji.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Educadores de Ji-Paraná analisam Plano Municipal de Educação

Apresentação do Plano Municipal de Educação (2)Mais de uma centena de pessoas participaram da 2° Conferência Municipal de Educação, realizada esta semana no auditório do Ceulji/Ulbra, em Ji-Paraná. A Conferência teve por principal objetivo a discussão, alteração e aprovação do Plano Municipal de Educação – PME, que determinará os rumos que a Educação do Município irá tomar nos próximos dez anos.

Foram três dias de muita discussão envolvendo técnicos, professores, alunos, pais de alunos e representantes da sociedade civil organizada.

A abertura da Conferência aconteceu na noite da última quarta-feira. Na quinta, pela parte da manhã, foram realizadas palestras sobre assuntos constantes nas metas do PME. Na parte da tarde, os participantes da Conferência se dividiram em seis eixos temáticos para releitura, análise e alterações nas estratégias propostas no PME para se alcançar as metas constantes do documento.

Na sexta-feira, os trabalhos ficaram focados na plenária para leitura das alterações, apreciação dos delegados e eventual votação.

“Eu estou muito satisfeita com a Conferência porque houve ampla participação, muito debate e o documento final produzido expressa os anseios da sociedade educacional”, conclui Edilaine Nogueira, superintendente de ensino da Secretaria Municipal de Educação, Semed, e presidente da Comissão Organizadora.

Uma vez aprovado, o documento agora será enviado para a Procuradoria geral do Município, PGM, para elaboração de Minuta de Lei e posterior encaminhamento à Câmara de Vereadores para apreciação e aprovação.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Lideranças políticas aprovam transferência do governo para Ji-Paraná durante a 4ª Rondônia Rural Show

Feira é realizada desde 2012 em Ji-Paraná

Feira é realizada desde 2012 em Ji-Paraná

A deliberação do governador Confúcio Moura em transferir o comando administrativo do governo do estado de Porto Velho para Ji-Paraná durante a 4ª Rondônia Rural Show agradou autoridades regionais. O maior evento do agronegócio da região Norte ocorre de 27 a 30 de maio no Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná.

“É uma importante decisão porque prestigia toda a região central trazendo para Ji-Paraná as ações administrativas para serem realizadas aqui no interior. É uma decisão que valoriza ainda mais a feira do agronegócio, uma feira espetacular, uma surpreendente vitrine do estado que a cada ano apresenta volumes de negócios cada vez maiores”, opina o prefeito anfitrião Jesualdo Pires.

Para a prefeita de Presidente Médici, Lurdinha do Sindicato, a iniciativa do governador Confúcio Moura é inédita e inovadora, além de trazer resultados diretos para a sociedade como a maior movimentação no comércio e serviços das cidades mais próximas.

“A realização de um evento de porte tão grande e em franca expansão é a demonstração do quanto pujante é a região central. A notícia de que as tratativas governamentais ocorrerão em Ji-Paraná nos alegra e tem o nosso apoio, pois a vocação agrícola da região merece atenção, investimentos e facilitações por meio de acessos a financiamentos para a consolidação dos nossos produtores rurais”, afirmou a prefeita Lurdinha do Sindicato, parabenizando o governador pela decisão.

De Alvorada do Oeste, o prefeito Raniery Luiz Fabris também manifestou opinião favorável à transferência da sede administrativa do governo. “Nossa região tem uma característica diferenciada. Estão por aqui os maiores produtores de inhame de Rondônia, por exemplo. Esta decisão do governador Confúcio Moura só reafirma o compromisso dele com o desenvolvimento do nosso estado. Ele tem todo o nosso apoio”, declarou o prefeito Raniery Fabris.

O presidente da Câmara Municipal de Ji-Paraná, vereador Nilton César Rios, está otimista com a ousadia do governador Confúcio Moura. Ele defende que a cidade é uma mola propulsora que compreende a produção, diversificação e capacidade gerencial. “Ji-Paraná está localizado estrategicamente e merece se transformar em capital do agronegócio”, disse, na sessão de terça-feira (19).

Em nome de cerca de 600 associados, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijip) Hugo Araújo, apoia a iniciativa da transferência administrativa do governo para o interior.


Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Daiane Mendonça
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Agronegócio | Deixar um comentário

Ji-Paraná: a ‘Capital do Agronegócio de Rondônia’

 

niltonmNa próxima terça-feira (26) o presidente da Câmara de Vereadores de Ji-Paraná, Nilton Cezar Rios (PSB), vai apresentar Projeto de Lei para que Ji-Paraná receba o título de “Capital do Agronegócio de Rondônia”. O autor defende que a posição geográfica do município é constantemente definida como privilegiada, e por esta característica ganha importância pelo escoamento de boa parte da produção agropecuária do Estado e fomento de negócios. “As alusões, inclusive, renderam o título à cidade de “Coração de Rondônia”, uma mola propulsora que compreende a produção, diversificação e capacidade gerencial”, explica.

Nilton ressalta que o evento Nacional ExpoCorte também atesta a qualificação de Ji-Paraná como polo regional. Em 2013, Ji-Paraná foi sede do Circuito Feicorte NFT – uma iniciativa do Agrocentro (que promove a Feicorte – Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne – em São Paulo há 19 anos) e a Nutrition for Tomorrow Alliance (aliança de marketing cooperativado formada por empresas da cadeia de proteína animal). A Feicorte mudou o nome para ExpoCorte em 2014, e novamente foi realizada em Ji-Paraná. E este ano, a edição no município está programada para 25 e 26 de novembro. Este é o principal evento da cadeia produtiva da carne no País e se destaca como vitrine do setor, referência em qualidade, pesquisa, tecnologia, equipamentos, produtos e serviços. Conforme a organização, o evento vem percorrendo desde 2012, alguns dos principais polos de pecuária pelo Brasil.

Nesta argumentação o vereador também discorreu sobre a Feira de Agronegócios Rondônia Rural Show, que está em sua 4ª edição. O circuito já figura entre os nove maiores do catálogo do Ministério da Indústria e Comércio e este ano vai receber a certificação internacional, credenciada como espaço para intercâmbio bilateral e atendimento às delegações comerciais e investidores de vários outros países. O credenciamento será assinado pelo governador Confúcio Moura no “Espaço Empresarial”, do evento entre 27 a 30 de maio de 2015. Ji-Paraná vai receber delegações do Peru, Bolívia, Panamá, Rússia, Alemanha, Espanha e África do Sul. Além de instituições como a Secretaria de Comércio Exterior e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), vinculados ao Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (Midic), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), diretoria Internacional da Empresa de Correios e Telégrafos, Sebrae, Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) e Federação das Associações comerciais do Estado de Rondônia (Fecomércio). Na primeira edição, o evento contabilizou R$ 186 milhões em propostas. No ano seguinte, em 2013, o montante saltou para R$ 294 milhões. Em 2014 as negociações resultaram na movimentação de R$ 530 milhões e este ano, a organização espera uma movimentação que ultrapasse R$ 700 milhões.

A cadeia econômica da agropecuária municipal compreende ainda a Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Ji-Paraná (Expojipa). Conforme o presidente da Casa de Leis, a Associação Rural de Rondônia (ARR) é a responsável por injetar, há mais de 35 anos, milhões na economia ji-paranaense, alavancar o comércio e turismo e geração de empregos.

“Destaco que este poderio agropecuário está apoiado em produtores de pequeno, médio e grande porte, na Câmara Municipal de Ji-Paraná, na Prefeitura de Ji-Paraná sob o comando de Jesualdo Pires, do Governo do Estado na liderança de Confúcio Moura, na Assembleia Legislativa e nos representantes na Câmara Federal e Senado. Também ressalto instituições como A Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia (Fetagro), ABCZ, Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijip) e Câmara de Dirigentes Logistas (CDL)”, completa.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Proposta de redução da maioridade penal reacende polêmica dentro e fora da Casa

 

Ela estava adormecida há 22 anos, mas acordou violentamente. Apresentada pela primeira vez  em 1993, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reduz de 18 para 16 anos a maioridade penal no Brasil foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Foram 42 votos a favor e 17 contra.

 

O resultado gerou manifestações diversas dentro e fora da Casa. Em abril, a Câmara instalou uma comissão especial que irá analisar a medida. O presidente do colegiado será o deputado André Moura (PSC-CE), e o vice, o deputado Efraim Filho (DEM-PB). Eles terão até três meses para apresentar um texto para ir à votação duas vezes no Plenário da Câmara. Passando pelo Senado, também em dois turnos, então, a proposta poderá virar lei.

 

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de 1% dos homicídios registrados no país é cometido por adolescentes entre 16 e 17 anos, o que equivale a algo em torno de 500 casos por ano. O total de homicídios registrado no país em 2012, ano-base das estimativas, foi de 56.337.

 

materia 3Para o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), favorável à PEC, os números sobre a participação de jovens em crimes hediondos ainda são imprecisos, porém, tais delitos impressionam mais. “Isso em razão de sua crueldade e da ausência de um enquadramento penal adequado. A redução afasta a certeza de impunidade e, assim, haverá temor naqueles que praticam o crime.”

 

Em contraponto, o deputado Tadeu Alencar (PSB-PE) argumenta que uma medida pontual seria insuficiente, com foco nas políticas públicas para a juventude, em especial na área de educação, bem como na qualificação profissional e à inclusão no mercado de trabalho. “Onde é aplicada ou foi aplicada, a redução não mostrou efetividade, como não têm mostrado efetividade e eficácia medidas apenas repressivas, persecutórias, de agravamento de penas que, se satisfazem o nosso desejo de punir e vingar tantas tragédias que nos acometem, pouco ou quase nenhum efeito tem sobre a inibição da conduta violenta”, afirma Alencar.

 

Na seção “Dois Pesos e Duas Medidas” e opiniões divergentes.

Marcos Rogério, PDT, é a favorável a redução da maioridade penal?

Um adolescente de até 17 anos que pode votar, casar e trabalhar de carteira assinada também pode responder pelos seus crimes. Os números ainda são imprecisos sobre a participação de jovens em crimes hediondos, porém, tais crimes, em razão de sua crueldade e da ausência de um enquadramento penal adequado, chocam mais. A redução afasta a certeza de impunidade e, em consequência, um temor naqueles que praticam o crime. Outro aspecto é da retribuição pela conduta criminosa. A punição também tem um lado pedagógico e deve servir para dar satisfação à sociedade que foi violentada.

 

Quais são os principais pontos do projeto?

São várias PECS. A principal reduz as penas para 16 anos e para os crimes hediondos. Também tenho uma proposta de mudança na lei de execução penal. Proponho a criação de um terceiro espaço em presídios: para pessoas com até 21 anos. Isso vai permitir a correção, aplicar a pena e a sociedade vai se sentir correspondida.

 

A pressão da sociedade pode influenciar na tramitação do processo?

Sem dúvidas. A sociedade é fundamental nesse debate, aliás, é a protagonista. Esse tema está na Casa há 22 anos e era um tópico proibido no parlamento. Foi necessária uma renovação de quase 43%   dos  deputados, ter um novo presidente da Câmara e da CPJ. Ficavam limitados a um debate menor de que era algo imutável, uma cláusula pétrea. É um argumento de quem não quer enfrentar o mérito da questão. A idade penal estabelecida aos 18 anos ocorreu em 1940, depois na Constituição de 1988 foi recepcionada.O jovem de 2015 não é igual ao de 1940.

 

Em sua opinião, uma eventual mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) poderia ser mais eficaz?

Defendo as duas coisas, uma atualização do ECA para fazer adequação das medidas socioeducativas, com base na realidade de hoje. Nosso Estatuto não é ruim, o problema é a sua inaplicabilidade. Algumas condutas colocam o jovem no sistema de internação por seis meses, e às vezes exige um tempo maior. Aos 21 anos é liberado compulsoriamente. Nada consta em sua ficha criminal. Outra coisa é redução da maioridade penal.

 

A medida ajudaria a diminuir a violência ou acabaria por aumentá-la?

Acho que irá diminuir, mas óbvio que não acredito que seja a solução. O sistema punitivo brasileiro não é só para resolver a violência, é também elemento de punição. É a lei da consequência, eles vão responder pelo crime. Alguns podem considerar isso como política de vingança, mas é política de resposta.

Crédito:Chico Ferreira

 

Tadeu Alencar, PSB é contra a redução da maioridade penal?

A violência no Brasil, além da oriunda dos desvios ou doenças próprios do ser humano, tem causas sociais definidas, consistentes na desigualdade, nas injustiças, na exclusão.

Sem desconhecer que a questão da violência em nosso País vem assumindo proporções alarmantes, divergimos quanto aos meios para combatê-la. Defendemos que esse debate se faça de modo mais amplo, radiografando as mazelas do sistema de segurança no Brasil, além de estabelecer políticas públicas para a juventude, que certamente teriam muito mais eficácia do que uma medida simplista e claramente insuficiente para o que se pretende.

 

O que poderia ser melhor discutido e/ou alterado no projeto?

O mérito da questão. De 21 milhões de jovens no Brasil, dados da Unicef, somente 0,013% é responsável por atos de violência contra a vida. Sem contar que o sistema carcerário do Brasil, que tem um contingente de 500 mil presos, é o quarto maior do planeta, ainda mais com um déficit de 200 mil vagas.

 

A pressão da sociedade pode influenciar na tramitação do processo?

A sociedade está indignada com a violência e, de algum modo, tem sede de justiça, o que muitas vezes se confunde com o desejo de vingança. Importante observar também que o crime cometido pelos maiores de 18 anos tem um tratamento mais neutro por parte da mídia, enquanto os atos violentos praticados por menores têm tido, de certa maneira, um tratamento sensacionalista. É importante o debate sereno, longe do passionalismo legítimo de camadas da sociedade na abordagem da questão.

 

Uma mudança ou atualização no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) seria mais eficaz?

O ECA merece ser revisitado, até para aprimoramentos que se mostrem indispensáveis. Mas ele já prevê medidas de internação. Não há vida mansa, como se pensa, para os menores infratores.

Eles são internados em unidades que são verdadeiros presídios, em nada diferindo das prisões do país, que longe de assegurar a ressocialização, funcionam como escolas do crime. Mas há uma visão conservadora, uma mentalidade punitiva em diversos elos do sistema de segurança que se derrama para a sociedade.

 

Em sua opinião, a medida acabaria por aumentar a violência?

Países como a Alemanha e a Espanha reduziram e depois voltaram atrás. Acredito que na medida em que utilizamos o remédio inadequado, a doença tende a se agravar. Tendo as causas complexas como tem a questão da violência no Brasil, só poderá essa ser enfrentada com políticas sociais amplas e inclusivas.

Publicado em Coluna do Gutierrez | 1 comentário

Polícia Militar muda estratégia do policiamento comunitário em Porto Velho

operacao PM Garra - FOTO PM (1)

Bases serão apenas apoio para policiais, que estarão nas ruas

Nenhuma Base de Policiamento Comunitário foi fechada em Porto Velho. A informação é do coronel Ênedy Dias de Araújo, coordenador regional de policiamento  da Polícia Militar. Ele explica que, a partir de agora, as bases servem apenas de ponto de apoio aos policiais de plantão.

“Se o prédio estiver fechado é porque os policiais estão fazendo ronda ostensiva pelas ruas do bairro”, diz o oficial. Ele assumiu o setor no dia 2 de março e promoveu mudanças na metodologia de trabalho nas Bases de Policiamento Comunitário (BPC) para melhor atender a comunidade.

O coronel Ênedy tem vasta experiência no policiamento comunitário, pois já comandou os batalhões da PM nas cidades de Ji-Paraná, Jaru e Ariquemes. Sob sua jurisdição estão os municípios de Porto Velho, Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste, Nova Mamoré e Guajará-Mirim.

Segundo o militar, foram feitas mudanças operacionais que afetaram as Bases de Policiamento Comunitário. Com as alterações, o policial deixa de fazer o trabalho estático reativo, em que só intervém depois que o crime acontece. Agora, atua mais na forma preventiva, evitando que o delito aconteça. “Tiramos o policial que cumpria o plantão dentro da base e o colocamos na rua, numa atividade de prevenção. Sua presença na rua irá inibir o crime e dará maior proteção ao cidadão”, afirmou o coronel.

A nova metodologia faz com que os policiais passem 20 minutos percorrendo o bairro num veículo. Ao final deste tempo, a equipe retorna para a base, onde permanece o mesmo período. A operação se repete até que seja concluído o plantão de 12 horas.

190

O coordenador explica se acontecer algum fato que necessite da presença da PM, o cidadão deve ligar para o número 190 que a ocorrência será atendida por uma patrulha. A equipe da ronda móvel preventiva não pode se ausentar o bairro onde fica a base de apoio.

Em Porto Velho existem cinco Bases de Policiamento Comunitário, que estão localizadas nos bairros Caladinho, Cohab Floresta, 4 de Janeiro (Crato), Jardim Santana e Terminal Rodoviário. Segundo o coronel Ênedy, a Companhia de Operações Especiais (COE), que tem sede no bairro Cohab, também funciona como uma BPC, pois tem plantão 24 horas e atende a comunidade em suas demandas. As bases funcionam 24 horas por dia.


Fonte
Texto: Eleni Caetano
Fotos: PM-RO
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Cotidiano | Deixar um comentário

Exposição sobre Marechal Rondon será encerrada nesta quarta-feira, no Porto Velho Shopping

Escola- Maria- Carmosina fotos de ésio mendes  (7)

Alunas da Escola de Ensino Fundamental e Médio Maria Carmosina Pinheiro de Porto Velho

Durante 16 dias, a vida e a trajetória de Rondon foi mostrada no Porto Velho Shopping. O sucesso superou todas as expectativas, atraindo milhares de visitantes que foram especialmente para ver o evento cultural sem precedentes. A exposição realizada pelo governo de Rondônia em parceria com os Correios, a 17ª Brigada de Infantaria de Selva e o Porto Velho Shopping comemora os 150 anos do nascimento do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon e será encerrada nessa quarta-feira (20).

Flávio Miyata, coordenador de marketing do shopping, relata que “a exposição está sendo um enorme sucesso porque, diferentemente das outras aqui realizadas, falar de Rondon, em Rondônia, é algo que desperta o interesse da população”. Durante a mostra, foram apresentados diversos audiovisuais, fotografias, textos e instrumentos da época (1907 a 1915), várias caravanas de alunos de todo o Estado foram conferir e aprender mais sobre o ‘patrono das comunicações’ do Brasil.

O universitário Valdiciney Campos Filho, 21 anos, disse que já havia ouvido sobre Rondon na escola, “mas nunca tinha lido tanto sobre ele e estou tendo a oportunidade de ver esta maravilhosa exposição e foi uma descoberta incrível”. Assim como Campos Filho, 36 alunos do 3º e 5º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Maria Carmosina Pinheiro de Porto Velho foram levados para saber mais sobre o Marechal Rondon, por duas professoras – Osana Maciel que leciona para o 3º C e Elizeth Braga do 5º D-, e se mostraram maravilhados com a exposição.

Dentre os alunos, Lívia Pantoja, Kamila Vitória e Caio Marques, todos do 5º ano, foram enfáticos em ressaltar a descoberta da importância do desbravador da então ‘Região desconhecida’ que hoje é Rondônia. Kamila disse “Adorei tudo aqui e agora poderei aprender mais sobre o Rondon” e Caio fala “Eu gostei muito desta história que mostra como era a sua vida (Rondon)”.

Osana, professora do 3º ano, afirmou que a exposição comemorativa aos 150 anos de nascimento de Rondon “é super importante para os meus alunos porque puder vir aqui e ver é uma felicidade. Como são muito novinhos, ler as histórias aqui apresentadas vai ser fundamental para a alfabetização da minha turminha”. A sua colega Elizeth, do 5º D, informa que trabalha “muito com história e o tema deste bimestre é a vida de Rondon. Tudo que meus alunos virem aqui será debatido em sala de aula”.

Brena-ferraz-foto de ésio Mendes

A vendedora de um quiosque ao lado da exposição, Brenda Ferraz, 20 anos, ficou surpresa com a quantidade de pessoas que visitaram a “floresta onde foi ambientada a mostra, no meio do shopping. Tenho também que comemorar o aumento das vendas das nossas biojóias”. Para o coordenador de marketing Miyata, “ver as famílias chegando, os pais aprendendo junto com os filhos sobre o seu Estado, é uma alegria muito grande. O carinho da população diferencia este evento de qualquer outro que já aconteceu antes e também a decoração do ambiente criou o clima adequado. Os organizadores estão de parabéns!”

A exposição em comemoração aos 150 anos de nascimento do Marechal Rondon vai até quarta-feira (20), mas não encerra as atividades em sua homenagem, pois os painéis e totens que compõem a decoração do shopping vão continuar. Dando sequência, até meados do segundo semestre de 2015 a 17ª Brigada de Infantaria de Selva  vai inaugurar o ‘Memorial Rondon’ em uma área ao lado da igreja de Santo Antônio, onde fica a antiga divisa entre os estados de Mato Grosso e Amazonas, local do posto telegráfico que ligou a Bolívia e o norte do Brasil às demais regiões do país e do mundo.

Especial Rondon


Fonte
Texto: Marco Aurélio Anconi
Fotos: Ésio Mendes
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Sede administrativa da Idaron, em Porto Velho, está no Palácio Rio Madeira

Fachada do Palácio Rio Madeira, sede do governo de Rondônia

A sede Administrativa da Agência de Defesa Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron), em Porto Velho, passou a atender na Avenida Farquhar, 2986 – Bairro Pedrinhas, Palácio Rio Madeira, Centro Político e Administrativo do Estado, 5º andar curvo 2.

As novas instalações garantirão ao público um melhor atendimento, porque oferecem segurança e conforto, além de estar em boa localização, isto facilita o trabalho dos quase 100 servidores que prestam serviços na sede e às pessoas que precisam dos trabalhos da Idaron.

“Acreditamos que o espaço para onde nos transferimos é mais adequado para que possamos atender melhor aos que nos procuram”, disse o presidente da agência, José Alfredo Volpi, que destaca a importância da proximidade física da Idaron com as demais secretarias a instaladas no CPA.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Maior feira do agronegócio do Norte faz governo do Estado transferir sede para Ji-Paraná

Parque Hermínio Victoreli

A importância da Feira de Agronegócios Rondônia Rural Show como a primeira do setor na região Norte e a confirmação de várias delegações de investidores e representantes comerciais de países sul americanos, africanos e europeus estão entre os fatores determinantes para que o governador Confúcio Moura decretasse a transferência da sede administrativa do governo de Rondônia para Ji-Paraná, no período de 27 a 30 deste mês.

Nos quatro dias de evento, conforme o Decreto 19.834, de 12 de maio de 2015, o governador despachará no Parque de Exposição Hermínio Victorelli, onde serão recepcionados expositores, investidores, empresários rurais e não rurais e representantes diplomáticos e adidos comerciais de vários países interessados em conhecer as potencialidades de Rondônia.

De acordo com a Gerência Internacional da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Ginter/Seagri), diplomatas do Peru, Rússia, África do Sul e Alemanha, mais adidos comerciais no Brasil e analistas do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES), além de um grupo da Universidade da Bolívia, da região do Beni, participarão do evento.

O agronegócio é uma espécie de mola propulsora da economia regional que mantém os indicadores econômicos do Estado estabilizados, em comparação às projeções de queda do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, inclusive com projeções do PIB de Rondônia crescer 5% neste ano.

No evento, o governador e representantes da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério de Indústria e Comércio (Midic) assinarão um protocolo de intenções, transformando a Feira Rondônia Rural Show em “Feira Internacional do Agronegócio”.

CRÉDITOS

A meta é movimentar neste ano cerca de R$ 700 milhões em propostas de créditos. O Banco do Brasil disponibilizará créditos no valor de R$ 400 milhões; e a Superintendência do Banco da Amazônia em Rondônia confirmou também a alocação de R$ 300 milhões para financiamento do agronegócio com recursos do Fundo Constitucional do Norte (FNO) e a agricultura familiar.

Entre os principais produtos da pauta de exportação rondoniense, estão a carne bovina, a soja triturada e o minério. Em 2014, Rondônia exportou mais de US$ 1 bilhão para mercados, como o da Venezuela, Hong Kong, Rússia, Holanda, Espanha e Egito.

O Estado ainda desponta como o 7° maior produtor de carne bovina, no ranking nacional, com 12,7 milhões de reses; crescimento de mais de 30% na colheita de grãos, a partir da safra 2009/2010; e grande produtor de minérios.

Parceiros institucionais brasileiros, como a Secretaria de Comércio Exterior e Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), vinculados ao Midic, também participarão do circuito.

Está confirmada ainda a presença de outros parceiros, entre eles o BNDES, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), diretoria Internacional da Empresa de Correios e Telégrafos, Sebrae, Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero) e a Federação do Comércio do Estado de Rondônia (Fecomércio).


Fonte
Texto: Abdoral Cardoso
Fotos: Decom
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Agronegócio | Deixar um comentário

Informe da Câmara dos vereadores de Ji-Paraná/RO (12ª sessão)

Sessão

A 12ª Sessão Ordinária, que aconteceu nesta terça-feira (19), foi presidida pelo presidente em exercício, Lorenil Gomes (PSC) e os trabalhos secretariados pelo vereador Jessé Bitencourt (PDT). Na Sessão foram aprovados requerimentos, que visam beneficiar a comunidade em diversas áreas.

Mato Grosso e Amazonas

Edivaldo Gomes (PSB) agradeceu na tribuna a administração municipal pelo recapeamento da avenida Mato Grosso, que é uma luta dele desde o início do mandato. Ele disse que a obra, que é importante para a população e está em fase de finalização, esta orçada em R$ 600 mil, recursos dos cofres municipais. “Terminando a Mato Grosso o trabalho iniciará na rua Amazonas”, disse.

São Pedro

O vereador comentou sobre as visitas no bairro São Pedro, no segundo distrito, e os problemas na T-11, no acesso à Aracaju, e na T-10, entre a Cruzeiro do Sul e Brasiléia. “A região é prejudicada pela erosão. Conversei com o secretário municipal de Obras, Valdecir Gonçalves, que disse que neste período de estiagem será feito um trabalho na região. As manilhas já estão compradas”, informou.

Regularização Fundiária

Edivaldo Gomes (PSB) parabenizou a secretária municipal de Regularização Fundiária, Leni Matias e sua equipe pelo trabalho que estão realizando para a escrituração dos terrenos de Ji-Paraná. O vereador informou que no dia 6 de junho começa o cadastramento dos moradores do Novo Ji-Paraná, na escola Jardim dos Migrantes.

Creche

O vereador Edivaldo Gomes (PSB) teve aprovado o requerimento solicitando a informação da possibilidade da construção de uma creche no bairro Valparaíso. “Atualmente os moradores da região estão solicitando a viabilidade de se construir uma creche, sendo que a mesma região compreende um espaço considerável (T-12 a T-19) e ainda não possue uma creche para atender a demanda da população local”.

Homenagem às Mães

Silvia Cristina (PDT) falou na tribuna sobre o importante evento alusivo as mães, que foi realizado no último sábado (16) pela Rede TV, que faz parte do Sistema Gurgacz de Comunicação (SGC). O evento teve a parceria da Prefeitura e de várias empresas da cidade. “Conceituou como o maior evento realizado nos últimos anos em prol de mães. Nós recebemos no Gerivaldão mais de cinco mil pessoas. Evento muito festivo e alegre. A Rede TV tem esta postura de fazer eventos constantes o Dia do Bem, que já é um marco, e a festa das mães, que vai entrar para o calendário, além de tantos outros eventos religiosos, de cunho social, festivos que também recebem o apoio da Rede TV”, disse a vereadora.

Entidades filantrópicas

A vereadora disse que conversou com o prefeito Jesualdo Pires na segunda-feira (18) e solicitou mais uma vez uma atenção especial para as entidades filantrópicas, que ainda não receberam convênios para poder trabalhar. Recebi uma resposta positiva de que nesta semana iniciam os processos para que ainda este mês sejam feitos os convênios para as entidades receberem os recursos, que ajudam na manutenção.

Semana de Museus

Silvia Cristina (PDT) parabenizou mais uma ação da Fundação Cultural, a 13° Semana de Museus. Convidou todos para participar na quarta-feira (20) da Implantação da Agenda 3P- Agenda Ambiental na Administração Pública, com a palestrante bióloga Angelita Coelho e mediadora a secretária municipal de Meio Ambiente, Kátia Casula, a partir das 14 horas, no Teatro Dominguinhos. “A Agenda 3P é um programa coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, com a finalidade de promover a responsabilidade socioambiental e adoção de procedimentos, referenciais de sustentabilidade e critérios socioambientais nas atividades do setor público a A3P é uma iniciativa que demanda o engajamento individual e coletivo, a partir do comprometimento pessoal e da disposição para a incorporação dos conceitos preconizados, para a mudança de hábitos e a difusão do programa”, informou.

Recapeamento e Centro

A vereadora Silvia Cristina (PDT) teve aprovado os vereadores requerimentos pedindo o recapeamento da rua Vitória Régia, situada no KM 4; Conclusão do recapeamento da rua Dom Augusto, entre avenidas 6 de Maio e Mato Grosso; e Que seja disponibilizado um Centro de Recuperação em Fisioterapia no 1° Distrito.

Caerd

Segunda-feira (18) foi protocolado no Ministério Público documento pelo vereador Lincoln Astrê (PP) e Anderson Exceller (PSD) pedindo para que o MP faça análise para o melhor cumprimento do trabalho da Caerd. Anderson Exceller (PSD) ressaltou que há moradores pagando por ar e que não chega água. Ele destacou que a empresa está levando investimentos de milhões e até o momento não houve retorno em benefícios para a população. “Peço que nós vereadores façamos uma comissão para que possamos lutar para reverter este problema”, falou.

Avenida Brasil

O vereador Anderson Exceller (PSD) teve aprovado o requerimento pedindo que o prefeito busque em conjunto com a equipe de engenheiros da Prefeitura, Detran ou outro órgão público, solução na questão dos estacionamentos de veículos automotor na Avenida Brasil, no bairro Nova Brasília.

Audiência Pública

O vereador Lincoln Astrê (PP) parabenizou o Governo do Estado por fortalecer a Escola do Legislativo. Ele também falou sobre a situação da Caerd. Reuniões realizadas para discutir a falta de água nos bairros foram discorridas e falado sobre recursos que estão sendo utilizados para melhorias e que, até o momento, não houve retorno. O vereador explica que boa parte da verba poderia ser investida na cidade e que gostaria que uma prestação de contas fosse feita na tribuna. Lincoln destacou que vai pedir uma audiência pública sobre este assunto e sobre a Eletrobras.

Requerimentos

O vereador Lincoln Astrê (PP) teve aprovado os requerimentos solicitando que seja efetuado concurso público da Semosp para provimento de vagas legais do quadro geral dos servidores da Prefeitura de Ji-Paraná; Início da reforma do Feirão do Produtor, do primeiro distrito; e Reiterou os requerimentos pedindo que seja efetuado o pagamento do piso salarial a todos de direito (inclusive, orientadores e supervisores) em Ji-Paraná, conforme Lei 11.738, art.2°§2°; e Que seja elaborado e enviado para a Casa de Leis, Projeto de Lei concedendo Licença Prêmio em pecúnia aos funcionários públicos municipais, do Poder Executivo.

Amarelo

Edilson Vieira (PMDB) falou que esteve na Ciretran quando conheceu mais a campanha “Amarela, pela vida do ser humano”. “O amarelo é o alerta para parar, mas nem sempre acontece. Estão acontecendo muitas imprudências, principalmente por esta falta de consciência e pressa”, ressaltou.

Obras

O vereador também parabenizou a administração e Secretaria de Obras pelo trabalho no município. “Há muitos problemas ainda, mas vemos que a administração está se esforçando. É uma realidade de 30 anos que precisa ser modificada”, pontou o vereador. Ele fez o pedido para que a Secretaria também faça o recapeamento na rua 6 de Maio.

Governo

O governador Confúcio Moura foi novamente elogiado na fala do vereador Joaquim Teixeira (PMDB) pela entrega de três mil títulos da Regularização Fundiária. O vereador também detalhou ações do DER no estado.

50 ANOS

Este ano a Assembleia de Deus completa 50 anos em Ji-Paraná. Joaquim Teixeira (PMDB) ressaltou que é um grande trabalho que está sendo feito em Ji-Paraná. “No dia 23 haverá uma carreata que passará pelo 1º e 2º Distrito e no dia 30 e 31 haverá uma grande festividade”, informou Joaquim.

Iluminação

O vereador teve aprovado o requerimento pedindo a iluminação pública na rua Edson Lima do Nascimento em toda sua extensão. “É indispensável que se faça a iluminação pública desta rua, visando proporcionar aos moradores mais segurança e dignidade para se locomoverem”, salientou.

Edilson Vieira

Joaquim Teixeira (PMDB) também parabenizou o vereador Edilson Vieira, que fez aniversário ontem (18). “Faço questão de desejar votos de felicidade a este homem que faz um trabalho tão eficiente na Casa”, destacou.

Melhorias

Na Sessão foram aprovados os requerimentos da vereadora Márcia Regina (PT) solicitando a construção de um Centro de Educação Infantil no Bairro São Francisco; Que Poder Executivo realize Audiência Pública para discutir a municipalização/reordenamento, com recorte específico a Educação do Campo; Elaboração de forma democrática o Plano Municipal de Enfrentamento ao Abuso e Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes; e reiterou o requerimento pedindo a realização de reforma no passeio público no entorno do colégio José Francisco, atendo a solicitação dos munícipes moradores dos bairros Dom Bosco, Casa Preta e Parque São Pedro.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Fusão partidária quebra a reeleição de muito vereador no País, segundo análise de Roberto Gutierrez

PPS e PSB já estão ‘ficando’

Os presidentes do PSB e do PPS, Carlos Siqueira e Roberto Freire, assinam artigo publicado nesta segunda-feira, no jornal “Folha de S. Paulo” em que defendem o sentido histórico da provável fusão entre os dois partidos – que será discutida em congressos das legendas em junho. O texto lembra as origens do PPS, herdeiro do Partido Comunista Brasileiro, o “Partidão”, e do PSB, socialista. Fala da “Frente do Recife” e seu papel na resistência à ditadura e na campanha pelas diretas, citando também a Constituinte e o impeachment de Fernando Collor como situações em que as legendas atuaram conjuntamente.

 

Quarta maior legenda

Caso venham mesmo a se fundir, formariam a quarta maior bancada da Câmara, com 45 deputados, atrás apenas de PT, PMDB e PSDB. O novo partido poderá manter o nome de PSB ou passar a se chamar PS40.

 

Nanicos em desespero

Nove partidos (PTN,PRP, PSDC, PRTB, PEN, PTdoB, PSL, PMN, PTC e PHS) considerados nanicos e que elegeram cinco ou menos deputados tentam se unir em torno de uma bancada com 24 parlamentares, a 8.º maior da Casa, à frente de legendas tradicionais como DEM (22), PDT (19) e PPS (10).

 

Fusão e interesses

A maior preocupação dos partidos está mesmo com a sobrevivência da legenda, mas o que pesa mesmo, como sempre, é a grana: a cúpula do PTB está de olho no “dote” do DEM, que é o valor do Fundo Partidário do partido. O PTB embolsou R$ 11,9 milhões e o DEM R$ 14,8 milhões em 2014.

 

Vereadores podem se dar mal

Quem vai se ferrar com areia e caco de vidro mesmo é boa parte dos vereadores em todo o país.  Algumas fusões anunciadas vai tornar o novo partido com um grupo da morte, reunindo até cinco ou seis vereadores. A situação vai complicar mais ainda se a reforma mudar para o tradicional cociente eleitoral da eleição proporcional, transformando em majoritária, ou seja, os mais votados se elegerão. Mesmo que a reforma mantenha como a forma de eleger um vereador, será muito complicado novos partidos com quatro ou cinco vereadores disputando reeleição.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Basa tem 130 milhões para fomento de novos negócios em Ji-Paraná

DSC_0026Para este ano de 2015, o Banco da Amazônia (BASA) têm disponível para Rondônia aproximadamente R$ 1 Bilhão para financiar novos empreendimentos através de suas linhas de créditos. Pela projeção do Basa, R$ 130 milhões deste montante, estão previstos para serem investidos no município de Ji-Paraná através de diversas linhas de créditos.

Os números foram apresentados durante reunião na sede da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijip), onde estiveram reunidos o Presidente Nacional do Basa, Valmir Pedro Rossi, o Diretor Nacional Wilson Evaristo, o Superintendente Edimar Bernardino e o gerente da Agência do Basa de Ji-Paraná Jonas Bassay, com a participação de empresários da cidade, Prefeito e Vice de Ji-Paraná Jesualdo Pires e Marcito Pinto, Presidente da Acijip Hugo Araújo e dos vereadores Lorenil Gomes, Jessé Mendonça, Luiz Carlos Gomes e Paulo Moura.

Segundo o presidente do Basa, Valmir Pedro Rossi, Ji-Paraná é uma cidade que vem apresentando bons índices de crescimento econômico e naturalmente novas oportunidades de negócios acabam surgindo no mercado. Para se ter uma ideia do potencial de Ji-Paraná, no ano passado o Basa liberou no município R$ 83 milhões em crédito para longo prazo, para este ano já existe uma previsão deste volume aumentar para R$ 120 milhões.

“O Banco da Amazônia possui diversas linhas de créditos para dar todo o suporte financeiro às atividades e projetos que são economicamente sustentáveis. Seja para pequenas e microempresas ou em áreas da indústria, comercio, exportação e prestação de serviços. Se as empresas crescem, o mercado também se desenvolve gerando mais empregos, mais tributos, renda e perspectivas de futuro para todos.”, exemplificou o Presidente.

Para o Presidente da Acijip, Hugo Araújo, o Basa é o Banco que mais fomenta o desenvolvimento da Região Norte do País. “É o banco que mais investe em novos empreendimentos, por isso, a importância desta aproximação com a classe empresarial do município e de mostrar todo o potencial de nossa cidade”, disse Hugo

O Prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, lembrou que o BASA é um Banco que oferece ao setor produtivo muitas oportunidades, especialmente através de recursos do Fundo de Financiamento do Norte – FNO, que geralmente possuem taxas de juros mais atraentes. “É um banco que possui linhas de crédito para financiar a implantação, ampliação, diversificação e modernização de empreendimentos. São vastas as oportunidades para aqueles que pretendem investir”, disse o Prefeito.

Jesualdo expôs ainda que há no município uma expectativa muito grande de que durante a Feira Rondônia Rural Show, o Banco da Amazônia e Budny Tratores assinem o contrato para liberação de recursos para o inicio da construção da filial da indústria em Ji-Paraná. “Estamos todos torcendo para que esses recursos sejam liberados durante a feira, porque esta indústria irá gerar muitos empregos em nossa cidade e também contribuir para o desenvolvimento da agricultura familiar de Rondônia, uma vez que a indústria colocará no mercado tratores e implementos agrícolas com preços melhores”, frisou.

Já o vice-prefeito Marcito Pinto, disse que Ji-Paraná passa por um momento bastante positivo e citou como exemplo os novos empreendimentos empresariais que estão sendo implantados no município, com o Centro de Distribuição da Pemaza, a Construção da Unijipa,  a indústria da Campilar, a obra de expansão da Mirandex, o centro de Automação Tomazi,  a ampliação do Laticínio Tradição, a Indústria Budny, o Atac do Grupo Gonçalves, além de diversas franquias de empreendimentos menores que começam a se instalar na cidade.

Publicado em Agronegócio | Deixar um comentário

Hospital de Base realiza videocirurgia bariátrica em paciente do programa de combate à obesidade

Sabrina Kelly diz que agora terá vida nova

Voltar a estudar para recuperar o tempo perdido e andar de ônibus sem sofrer com olhares indiscretos das pessoas. Esses são os primeiros desejos que Sabrina Kelly, 28 anos, pretende realizar após recuperação de cirurgia bariátrica – de redução de estômago – a que foi submetida recentemente. Sofrendo desde a infância com o excesso de peso, Sabrina diz que desistiu de estudar muito cedo, por sofrer bullying.

Após três anos na fila de espera – a média nacional é de cinco anos – por uma cirurgia, finalmente recebeu o que classifica de nova vida. Sabrina é a primeira paciente do moderno programa de combate à obesidade implantado pelo governo de Rondônia no Hospital de Base Ary Pinheiro (HB), em Porto Velho – referência em tratamento de alta complexidade no Estado – a ser submetida ao procedimento por videocirurgia.

No total, R$ 1,5 milhão foi investido pelo governo de Rondônia na compra de equipamentos de última geração para que o programa avançasse. Desse total, parte foi utilizada na compra de material de uso descartáveis, indispensáveis para o procedimento.

De acordo com o médico Oziel Júnior, coordenador do programa e especialista no método de incisão por videolaparoscopia, apesar de ser mais cara, é mais segura para o paciente. É a chamada cirurgia fechada, sem necessidade de “cortar” a barriga do paciente.

Ele explica que pelo novo método, o paciente não precisa de leito em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A não ser que tenha algum problema durante o procedimento. Após 24 horas, recebe alta. Pode voltar a andar em dois dias e iniciar uma rotina de exercícios leves – como caminhada – em cerca de 10 dias.

“Pelo método de cirurgia aberta, o paciente passa, necessariamente, por UTI. O risco é muito maior, inclusive de contrair infecções”, explicou, acrescentando que tem um período de internação de pelo menos cinco dias. Com isso, o custo é praticamente o mesmo da videolaparoscopia. Oziel Júnior ressaltou que o índice de morte na cirurgia aberta é de 1 para cada 100 casos. Já utilizando a nova técnica, o risco cai de 1 para cada mil casos.

Além da economia e qualidade, o novo método colabora muito com a questão estética, principalmente em pacientes do sexo feminino, líder em procura pelo tratamento. “De cada 10 pessoas que buscam o serviço, sete são mulheres”, afirma Oziel Júnior.

Retirada dos pontos acontece em sete dias

Considerada uma das doenças mais graves do milênio, a obesidade é apontada como epidemia no Brasil, pela Organização Mundial de Saúde (OMS). De acordo com Oziel Júnior, estima-se que pelo menos 30 milhões de pessoas sofrem com a doença.

META PARA 2016

De acordo com Oziel Júnior, em todo o Estado de Rondônia, 460 pessoas esperam por cirurgia bariátrica. A equipe trabalha para realizar, nesta primeira fase, dois procedimentos por semana. Para 2016, a meta é realizar 90 cirurgias. Ele reforça que esse número pode até triplicar. Para isso, o Estado está buscando, junto ao Ministério da Saúde (MS), o credenciamento do Hospital de Base (HB) como unidade de saúde habilitada para realizar esse tipo de procedimento.

Com a aprovação, o MS vai destinar verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) para custear os serviços. Hoje, o custo total é bancado pelo governo de Rondônia.

Em 2010, o Brasil divulgou um censo sobre a obesidade. Esse trabalho foi feito pelo MS. Os dados apontam Rondônia em oitavo lugar entre os Estados com mais obesos do País; e o segundo da região Norte, perdendo apenas para o Acre.

O mesmo senso trouxe uma informação assustadora: 80% da população que morre após os 60 anos, tem morte em decorrência de doenças relacionadas ao estilo de vida, “ou seja, males evitáveis”.

Pode-se dizer que de cada 10 pessoas que completam 60 anos, oito estão morrendo vítimas de doenças que poderiam ter sido evitadas, referentes à alimentação, estilo de vida e atividade física.

Considerados problemas de países ricos, o sobrepeso e a obesidade estão em alta nas nações de baixa e média rendas, em especial nas áreas urbanas, conforme estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). No mundo todo, já são responsáveis por mais mortes do que a desnutrição.

No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou, recentemente, os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), indicando que o peso dos brasileiros vem aumentando nos últimos anos.

O excesso de peso em homens adultos saltou de 18,5% para 50,1% — ou seja, metade dos homens adultos já estava acima do peso — e ultrapassou o índice de mulheres, que foi de 28,7% para 48%.


Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Famílias proponentes do Programa Nacional de Credito Fundiário participam de sorteio de lotes em Candeias do Jamari

Familias participam de sorteio de alocamento em assentamento do PNCF - Candeias do Jamari

A Unidade Técnica (UTE), da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri),  executora em Rondônia do Programa de Nacional de Credito Fundiário (PNCF), realizou no sábado (16) e domingo (17), sorteio dos lotes a serem adquiridos pelas famílias beneficiadas pelo programa, no município de Candeias do Jamari.

Ao todo serão 157 famílias,  organizadas em  quatro associações, a serem beneficiadas pelo Programa em uma área de 1.577 hectares. A operação envolve um total de R$ 22 milhões entre aquisição de terra, construção de moradia e realização de infraestrutura básica, comunitária  e  produtivas. A área será distribuída entre as quatro associações proponentes, Associação Rancho Alegre, Associação Colonial, Associação Renascer e Associação Nova Esperança.

Os projetos a serem desenvolvidos pela comunidade estão voltados para horticultura, bovinocultura leiteira, fruticultura ( abacaxi, banana, melancia, limão) e integração com sistemas agroflorestais com cacau.  O programa garante até cinco anos de assistência técnica para auxiliar e acompanhar os projetos implementados.

Segundo o coordenador da unidade técnica do estado,  Marcos Rodrigo Gomes da Silva,  a área negociada pelas famílias tem boa distribuição hídrica apresentando área de reserva legal consolidada e demarcada e solo adequado para implantação dos projetos. “Além da área apresentar solo bom,  a propriedade tem boa localização referente ao município de Candeias do Jamari, tornando viável a escoação e venda dos produtos a serem produzidos pelos colonos.”

O Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) possibilita aos trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra, comprar e estruturar um imóvel rural por meio de financiamento. De 2011 a 2014 foram investidos mais 18 milhões de reais pelo governo Federal em parceria com o Governo do Estado.

O programa é do Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA, executado pela Unidade Técnica Estadual UTE, da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária,  (Seagri).

Para Mary Braganhol, secretária-adjunta da Seagri, o programa é uma ação do governo federal em parceria com o Governo do Estado que tem dado certo, “pois, além da terra o produtor têm assistência técnica e acesso ao Programa de Aquisição de Alimento (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que garante renda e qualidade de vida as famílias no campo”, destaca Mary.

A Senhora Castorina  Grande das Neves, mostra artesanato - Assentamento Beira Rio - Pimenta Bueno

Miguel Franco das Neves é  beneficiário do PNCF.  Seu sitio fica na linha Marta Regina, chácara 8, quilômetro 8, no Assentamento Beira Rio, em Pimenta Bueno.  Na propriedade há uma produção de  hortaliças diversificada como cebolinha de folha verde, salsicha, coentro, milho verde e batata doce. Além das Hortaliças produz abacaxi, leite e peixe.

Castorina  Grande das Neves, esposa dd Miguel,  conta que tem uns cinco anos que trabalham com cheiro  verde. “Entregávamos  na Conab, hoje entregamos no PAA. Também aprendi o ofício da pintura, faço todos os tamanho de panos para cozinha, capa de botijão de gás, guardanapo, capa de geladeira e ajudo o Miguel na amarração das folhas que são entregues na cidade.” fala entusiasmada Castorina.

“Com o credito fundiário consegui voltar para o campo, e esta dando certo, estou terminando de pagar o carro e pretendo comprar  um  carro  maior para transportar os produtos e insumos.  Tenho uma moto para realizar entregas menos e mais rápida e um micro trator  para lida na lavoura.” enfatiza Miguel.

O programa já entregou propriedades nos municípios de Alvorada do Oeste, Ariquemes, Porto Velho, Machadinho do Oeste, Ji-Paraná, Theobroma, Cacoal, Pimenta Bueno, Vilhena, Cerejeiras, Primavera de Rondônia, Rolim de Moura, São Felipe do Oeste, Novo Horizonte, Castanheiras, Cabixi e Colorado do Oeste.

“É muito gratificante quando ouvimos a historia de um trabalhador rural que adquiriu sua área e dela  tira o sustento da família e a rentabilidade na atividade. O programa é uma das prioridades do Governo do Estado dentro da Seagri, junto com o programa de regularização fundiária. Queremos e temos condições de ter um numero maior de famílias contempladas pelo programa”, destacou Evandro Padovani, secretário Seagri.


Fonte
Texto: Dhiony Costa e Silva
Fotos: Dhiony Costa e Silva e Marcos Rodrigo
Decom – Governo de Rondônia

Publicado em Agronegócio | Deixar um comentário

Estado e município assinam convênio para reduzir acidentes no entorno das escolas de Porto Velho

Reunião apresentação Plano Sinalização do Trânsito PVH 18-05-36

O governo de Rondônia e o município de Porto Velho firmaram convênio para implantar um Plano de Sinalização de Trânsito no entorno de escolas da capital. O projeto é um avanço nas ações voltadas para reduzir acidentes e fortalecer a cultura da paz nas ruas. O projeto foi apresentado, nesta segunda-feira (18), ao governador Confúcio Moura, na sede do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

O plano custará cerca de R$ 5,5 milhões, que serão gastos com faixas de pedestres, faixas elevadas e semáforos, inclusive com botoeiras, que são os equipamentos que permitem ao pedestre acionar quando for cruzar a via com segurança. Os recursos são do estado, através do Detran. A execução compete à Prefeitura.

As intervenções serão feitas em frente às escolas e no entorno delas. O objetivo é fazer com que a sinalização indique com antecedência ao motorista que naquele ambiente circulam estudantes. Para o governador Confúcio Moura, a economia de vidas é o fator motivador da iniciativa. Como médico, ele disse que todo acidente, por menor que seja, traz algum prejuízo para a vítima.

Ele também comemorou os números expressivos da redução de acidentes com vítimas obtidos a partir do início da Operação Lei Seca. Juntamente com outras iniciativas, este tipo de fiscalização serviu para tirar a capital da liderança neste tipo de ocorrência. Atualmente, Porto Velho ocupa o 22º lugar neste ranking.

O prefeito da capital, Mauro Nazif, afirmou que é grato ao governo de Rondônia pelas parcerias firmadas para melhorar o trânsito e propôs a criação de uma sala de situação para tratar dos problemas desta área. Segundo ele, estado e município atuaram juntos na enchente histórica de 2014, que chegou ao final sem nenhuma epidemia ou morte relacionada ao fenômeno.

PRIORIDADE

A educação no trânsito é uma prioridade do governador Confúcio, segundo o diretor-geral do Detran, José de Albuquerque. “Rondônia tem conquistado avanços neste campo. Continuamos trabalhando para que a cultura do respeito à vida prevaleça”, afirmou.

Técnicos do Detran e da Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran)   apresentaram a situação do tráfego e dos acidentes na capital, mostrando que a frota segue em crescimento. Atualmente, a média é de um veículo a cada duas pessoas, média superior à nacional. Mostraram ainda que a inadimplência ainda é grande e que as estatísticas indicam onde devem ocorrer as intervenções prioritárias.

Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Decom Governo de Rondônia

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Implantação do Ifro em Jaru é pretensão de Lazinho da Fetagro

IMG-20150515-WA0014Novo diálogo para a implantação do Instituo Federal de Rondônia (IFRO) no município de Jaru aconteceu na última quinta-feira (14), entre a Pro Reitora de Ensino Maria Fabíola Morares, o deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), o secretário municipal de educação Leomar Lopes e o assessor jurídico da secretaria, advogado Rooger Taylor.

O deputado Lazinho da Fetagro, entusiasta e incentivador desta proposta, conta que o município de Jaru poderá ganhar em breve a unidade de educação profissional e tecnológica. “A expectativa é para o segundo semestre deste ano”, anunciou. Para isso, comprometeu-se em sensibilizar forças políticas do Estado – deputados estaduais, governo do estado, deputados federais e senadores – para contribuírem com a consolidação deste projeto.   “A efetivação do IFRO em Jaru é importante para a comunidade escolar. Centenas de alunos poderão ter acesso à educação profissional e tecnológica”, pontuou.

O secretário Leomar Lopes lembrou que a iniciativa de implantar a unidade avançada no município partiu da prefeitura de Jaru; e ressaltou que a prefeitura já doou um terreno para abrigar as instalações do Instituto Federal. “Estamos à disposição para que esse importante projeto possa ser concretizado”, afirmou.

Na ocasião, o deputado e o secretário também solicitaram a implementação de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec) para fortalecer a educação do município de Jaru, ampliando a oferta de cursos de educação técnica profissional.

Lazinho da Fetagro defendeu o início dos cursos do Pronatec por “incentivar a formação e qualificação e ampliar as oportunidades profissionais para os interessados em ingressar no mercado de trabalho”.

Os cursos do Pronatec visam a atender pessoas maiores de 15 anos; trabalhadores, agricultores familiares, aquicultores, extrativistas e pescadores; povos indígenas; comunidades quilombolas; desempregados; pessoas com deficiências; beneficiários dos programas federais de transferência de renda; estudantes matriculados nas escolas públicas, inclusive na educação de jovens e adultos; entre outros.

De acordo com a Pro Reitora Maria Fabíola, alguns procedimentos devem ser efetivados para a implantação do Instituto e seus cursos. A Pro Reitora confirmou que  as obras da construção do Campus e os cursos do Pronatec poderão ter início a partir do segundo semestre deste ano de 2015.

O IFRO já beneficia centenas de pessoas no município com cursos à distância nas áreas de Informática, Finanças e Agente Comunitário de Saúde. “Já existe a modalidade á distância. Queremos a implantação definitiva do Instituto”, reforçou o secretário Leomar.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Plantio de Ipê abre semana de Museus em Ji-Paraná

DSC_0127O plantio de mudas de Ipê nos arredores do Museu das Comunicações Marechal Rondon,  por estudantes da rede municipal marcou a abertura da 13ª Semana de Museus em Ji-Paraná. O evento organizado pela Fundação Cultural do Município segue uma programação nacional instituída pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), autarquia vinculada ao Ministério da Cultura.

O tema deste ano é a apresentação do museu para uma sociedade sustentável. Para isto foram firmadas parcerias com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Eletrobrás e Ministério da Cultura, visando sensibilizar os visitantes para a importância de a sociedade viver em harmonia com o meio ambiente.

Na abertura, além da arborização nas proximidades do Museu, foi ilustrado para os visitantes como o descarte inadequado do lixo pode prejudicar o cotidiano das pessoas. Nesta apresentação as pessoas que entram no Museu tem a sensação de que estão dentro de um saco de lixo e deparam-se com diversos tipos de resíduos.  A intenção, segundo a Kátia Casula, Secretária Municipal de Meio Ambiente, é instigar nas pessoas praticas saudáveis com o descarte correto do lixo que é produzido diariamente.

Keila Barbosa, Presidente da Fundação Cultural, lembrou que durante toda a semana haverá uma programação diferenciada e que voltada contribuir para uma mudança de postura da sociedade quanto aos cuidados com o meio ambiente.

Durante a Semana, o Museu Marechal Rondon, estará aberto ao público d às 8 horas às 18 horas, sem intervalo, recebendo alunos e professores de todas as escolas municipais, estaduais, privadas e também acadêmicos das instituições de ensino superior.

Presente na abertura, o Prefeito Jesualdo Pires (PSB), convidou a população para prestigiarem a programação alusiva ao Museu e ressaltou que a vinda ao Museu Marechal Rondon é uma visita ao passado de Ji-Paraná. “Aqui está registrado fatos marcantes da  história da nossa cidade. Que não conhece nosso museu, não pode perder essa oportunidade”, convidou.

Programação:  Na terça-feira, dia 19, a Eletrobrás apresenta no museu a Exposição Unidade Móvel Itinerante de Eficiência Energética. O principal objetivo desta unidade é promover mudanças de hábito e conscientização sobre o uso racional de em energia.

Para quarta-feira, a presidente da Fundação Cultural, Keila Barbosa fará uma mesa redonda no Teatro Dominguinhos, a partir das 14hs, com uma palestra de Angelita Coelho, bióloga e mestre em ecologia, conservação e manejo da vida silvestre. A secretária Municipal de Meio Ambiente de Ji-Paraná, Kátia Regina Casula será a mediadora. A mesa redonda e a palestra, abordará a implantação da agenda 3P – Agenda Ambiental na administração Pública. O programa pertencendo ao Ministério do Meio Ambiente pretende promover a responsabilidade socioambiental e a adoção de procedimentos, referenciais de sustentabilidade e critérios socioambientais nas atividades do setor público. O encontro é aberto à toda a comunidade.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Presidente da CUT agradece empenho de Expedito Júnior

O deputado federal Expedito Netto recebeu do presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, uma carta em agradecimento pelo voto contrário que o deputado deu no dia 22 de abril, contra o Projeto de Lei   4330/04, conhecido  como o PL da Terceirização.

Na carta, o presidente da CUT diz que o voto do deputado federal expressa sua preocupação com os direitos trabalhistas, e por consequência, sua preocupação com os trabalhadores.

Vagner Freitas também afirma:
“Esse projeto libera e amplia a terceirização e consequentemente a precarização do trabalho no Brasil, prejudicando milhões de trabalhadores e trabalhadoras. É um dos maiores ataques aos direitos da classe trabalhadora brasileira.”
O deputado Expedito Netto reafirma em resposta, o seu compromisso de lutar pela classe trabalhadora, e confirma seu compromisso de apoiar essa classe em defesa de seus direitos no Congresso Nacional.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Criação de Região Metropolitana é proposta de Aélcio

O deputado estadual Aélcio da TV (PP) apresentou , durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa, projeto de lei que instituiu a Região Metropolitana de Porto Velho com Candeias do Jamari. Segundo ele, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) constatou que as cidades tem condições de integrar uma região Metropolitana.

De acordo com o artigo primeiro do projeto, fica instituída a Região Metropolitana de Porto Velho (RMPV), como finalidade regional do Estado de Rondônia, constituída por agrupamentos dos municípios de Porto Velho e Candeias, com vistas à organização, ao planejamento e à execução de funções publicas e serviços de interesse comum.

No artigo segundo ficou definido que a organização, o planejamento e a gestão da Região Metropolitana de Porto Velho têm como finalidades precípuas promoção de desenvolvimento socioeconômico integrado, equilibrado e sustentável no âmbito metropolitano e a redução das desigualdades entre os municípios que a compõe.

“Dentre os diversos benefícios da criação da região metropolitana , os municípios terão acesso a recursos federais, diminuindo a tarifa telefônica e aumentando o teto do financiamento da casa própria, tudo em prol da população” , informou o deputado.

Já no artigo quinto fica instituído que o Conselho de Desenvolvimento promoverá a interação das funções de interesse comum do Estado e dos municípios da Região Metropolitana de Porto Velho.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Laerte pede alteração da Lei do Fitha

Através de indicação apresentada durante sessão ordinária, o deputado Laerte Gomes (PEN) pediu alteração do artigo 3º da Lei Complementar nº 478, de 29/09/2008, que alterou e acrescentou dispositivos à Lei Complementar nº 292/03, do Fundo de Infraestrutura de Transportes e Habitação (Fitha).

De acordo com Laerte é preciso fixar o percentual de 25% do valor da receita auferida pelo Fitha para cada exercício, obrigatoriamente destinada aos municípios de Rondônia.

Laerte Gomes lembrou que hoje a lei determina o repasse de “até 35%” para as prefeituras. Ele citou que a partir do momento em que o percentual estiver definido em 25%, os municípios poderão programar o valor para o Plano Plurianual (PPA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Acredite: Preta Gil está casada

mutley_120_120_256_9223372036854775000_0_1_0Essa ninguém esperava: a Petra Gil casou. Mas o que pegou todo mundo de surpresa foi o noivo: ele disse sim.

Isso provocou algo inédito: a mulherada não brigou no momento da noiva jogar o buquê. – O sentimento era de que: se a Preta Gil conseguiu casar, qualquer uma de nós vai conseguir.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Eleição nos Estados Unidos, a vingança da Hillary

Tem americano dizendo que vai votar na Hillary Clinton só para vê-la chegar à Presidência dos EUA para se vingar do marido com o primeiro estagiário com quem cruzar no Salão Oval depois da posse!

O sexo oral da Monica Lewinsk no Bill Clinton foi o grande escândalo. No entanto, a ex-primeira-dama teria a favor dela as redes sociais para espalhar o feito vingativo, algo que não havia na era Clinton presidente. Aliás, isso é uma hipótese infame demais. Hehehehe.

 

 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Acir Gurgacz adverte empresas que reparam a BR-364

 

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) espera que as empresas responsáveis pela recuperação da BR-364 façam um trabalho bem feito e corrijam falhas encontradas na obra, caso contrário os problemas serão comunicados ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Em recente vistoria à obra que está sendo feita no trecho entre a capital acriana, Rio Branco, e o município rondoniense de Vilhena, o senador e outras autoridades verificaram que a rodovia está cheia de buracos, rachaduras no asfalto, afundamento da pista e remendos sucessivos.

— Parece até uma colcha de retalhos — comentou.

Segundo Acir Gurgacz, o Ministério dos Transportes vai apurar as reais causas desses problemas, que atingem inclusive trechos que já foram refeitos. Ele preparou o relatório da vistoria à BR-364, mas, a pedido das empresas, vai aguardar mais 30 dias para que os problemas na obra sejam solucionados.

— Nós não podemos admitir que todo o esforço humano e os recursos financeiros empenhados nesta obra sejam desperdiçados com esse serviço de péssima qualidade. Não vamos aceitar e queremos que os responsáveis sejam punidos, pelo prejuízo social e financeiro aos cofres públicos, pagando multa e  devolvendo o  que receberam indevidamente, se assim for apurado.

 

Agência Senado
Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Morre, aos 89 anos, o guitarrista e compositor B.B. King, lenda do blues


B.B. King se apresentou no Rio em 2010 – Monica Imbuzeiro / Agência O Globo

RIO – O guitarrista e compositor americano B.B. King morreu às 21h40m de quinta-feira (1h40m de sexta-feira no horário de Brasília) em casa, em Las Vegas, informou seu assessor Brent Bryson. O músico, de 89 anos, foi internado em abril por conta de desidratação relacionada com diabetes.

King sofria de diabetes tipo 2 há mais de duas décadas. No ano passado, o músico cancelou sua agenda de shows por problemas de saúde.

Batizado Riley Ben King, B.B. King nasceu no dia 16 de setembro de 1925 em Itta Bena, no estado do Mississippi, nos EUA. Considerado uma lenda do blues, o guitarrista inicou a carreira em 1949.

Com mais de 50 álbuns lançados, o rei do blues influenciou uma geração de músicos com seus vocais e solos de guitarra em músicas como “The thrill is gone”.King vendeu milhões de discos ao redor do mundo e fazia parte do Blues Foundation Hall of Fame e do Rock and Roll Hall of Fame.

— Blues é como música clássica, como Beethoven. Se está diferente? Sim, porque o mundo está diferente. Quando eu era jovem dançava-se boogie woogie. Hoje as pessoas dançam homens de um lado, mulheres do outro, se sacudindo. Não chamo isso de dança. Gosto de abraçar minha garota — disse o músico em sua penúltima passagem pelo Brasil, em 2010.

VEJA IMAGENS DE APRESENTAÇÕES DE B.B. KING

  • Em primeiro plano, a lenda do blues em 1980, em apresentação no New Orleans Jazz and Heritage…Foto: AP

  • Toda a expressão do músico em 1985, durante show no Nice Jazz FestivalFoto: RALPH GATTI / AFP

  • Em dezembro de 1989, em ParisFoto: BERTRAND GUAY / AFP

  • B.B. King e Lucille em 1998, em ParisFoto: BERTRAND GUAY / AFP

  • Em 2002, com Bo Diddley, no segundo aniversário de seu restaurante, B.B. King’s Blues Club and GrillFoto: Richard Drew / AP

  • Em 2006, no Vivo RioFoto: Freelancer / Agência O Globo

  • Em abril de 2006, em Nova York, o rei do blues fazia seu show de número 10 mil na carreiraFoto: Richard Drew / AP

  • O guitarrista B.B. King se diverte em apresentação no Rio – Foto: Monica Imbuzeiro

  • B.B. King, em todas as vezes em que esteve no Brasil, só fez uma exigência um tanto fora do comum:…Foto: Monica Imbuzeiro

  • Crossroads Guitar Festival, Chicago, junho de 2010Foto: Kiichiro Sato / AP

  • Seattle, março de 2014: B.B. King no que viria a ser sua última turnêFoto: Jordan Stead / AP

Ele tocava uma guitarra Gibson, que carinhosamente chamava de Lucille, e não foi apenas o indiscutível rei do blues, mas também um mentor para dezenas de guitarristas incluindo Eric Clapton, Otis Rush, Buddy Guy, Jimi Hendrix, John Mayall e Keith Richards.

 

King juntou o country blues com outros ritmos e criou um som instantaneamente reconhecido por milhões: uma guitarra pungente com vibrato cintilantes e a voz marcante que expressava luxúria, saudade e amor perdido.

— Eu quero conectar minha guitarra às emoções humanas”, disse ele em sua autobiografia, “Blues all around me” (1996), escrita por David Ritz.

Em sua lendária carreira, King acumulou 15 Grammys, o último em 2009, na categoria de álbum de blues tradicional por “One kind favor”.

ÚLTIMO SHOW NO BRASIL EM 2012

King costumava se lembrar com carinho do show que fez no Brasil em 1996, no Parque do Ibirapuera, para um público de 110 mil pessoas.

– Eles me trataram como um santo. Eu adorei — disse em 2010.

No final de setembro de 2012, ele fez sua última turnê no país. No Vivo Rio, com todos os 2.600 lugares ocupados por pessoas que pagaram entre R$ 250 e R$ 600 por um ingresso, o show começou 10 minutos atrasado, às 22h10m, com a B.B. King Blues Band, octeto que acompanhava o Rei do Blues. Por cerca de 15 minutos, os músicos começaram os trabalhos, com blues instrumentais dançantes e solos dos diversos instrumentos, de saxofone e trompete a guitarra (o excelente Charles Dennis) e órgão. B.B. chegou, caminhando lentamente e sorrindo para o público (que o recebeu aplaudindo de pé), com seu tradicional blazer com detalhes em dourado.

Sentado, tocou algumas notas e começou seu show pessoal, que, no início, não foi musical: B.B. cumprimentou efusivamente o público, elogiou o Brasil, disse que o Rio tem homens e mulheres bonitos (“embora eu prefira as damas”, brincou) e, aí sim, apresentou os oito músicos, um a um. O show já tinha começado há meia hora quando ele mandou “I need you so”, soltando a voz com seu timbre característico, em ótima forma.

Comandando a banda com instruções simples, às vezes gestos, ele mergulhou do Delta do Mississippi em blues clássicos como “Key to the highway” e “Rock me baby”, além de arrancar gritos do público com as mais conhecidas “The thrill is gone” e “You are my sunshine”.

Ao final do show, quando se preparava para sair, o Rei do Blues viu a beira do palco ser invadida por uma enxurrada de fãs, com discos, pôsteres e guitarras, que autografou, pacientemente, por 20 minutos, para depois pedir novamente sua guitarra de volta e tocar uma última música, instrumental.

 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Eleições em Ji-Paraná, só depois da reforma política

Marcos Rogério não será candidato a prefeito; nomes como Euclides Maciel, Edinho Fidelis, Joarez Jardim, Cacau  e até José Bianco são cogitados para suceder Jesualdo Pires – este deixou dúvidas se realmente tentará a reeleição. Veja os detalhes na coluna do Roberto Gutierrez.

Prefeitura, nem pensar

Marcos-rogério-no-plenárioVai cair do cavalo quem apostar que o deputado Marcos Rogério (PDT-RO) será candidato a prefeito de Ji-Paraná em 2016. O promotor de Justiça Ildemar Kusseler tentou ser prefeito de Ji-Paraná, ficou em segundo lugar, depois se elegeu deputado federal e, com tal, foi um brilhante parlamentar. Com menos de dois anos de deputado federal, foi candidato a prefeito de novo e, para asar dele, se elegeu. Governou rodeado por opositores que o trucidaram no ninho.

 

Escaldado

Marcos Rogério conhece esse exemplo e percebe que, mais do que nunca, ser prefeito é trocar o conforto de um parlamentar para ser donos dos buracos, dos atoleiros e problemas de uma cidade. Sem contar com a possibilidade de ter o Ministério Público fungando em seu cangote.

 

Caminhos

Marcos Rogério terá duas possibilidades: tentar a reeleição à Câmara Federal, ou uma das duas vagas de Senado. Para federal, não terá dificuldade dentro do PDT. Para o Senado dependerá de algumas circunstâncias: compromissos com o PMDB firmados na eleição e reeleição de Confúcio Moura (se é que isso realmente existe).  Uma coisa é certa dentro do PDT: o senador Acir Gurgacz é o nome forte do partido para a sucessão de Confúcio e, certamente, uma oportunidade de Marcos Rogério para o senado dependerá de uma composição com o PMDB de Rondônia.

 

Reforma política

Em todos os 52 municípios de Rondônia, tanto à reeleição de prefeitos como o surgimento de novos candidatos, depende mesmo é da ‘reforma eleitoral’, principalmente no tocante ao financiamento de campanha (se será público ou doação da iniciativa privada) e se a candidatura dos vereadores valerá a proporcionalidade – como é hoje, ou a majoritariedade, ou seja, os mais votados se elegem. Só depois disso começará de verdade os acordos e composições.

 

Impossibilidade filosófica

euclidesmacielOntem tinha gente comentando na cidade que Euclides Maciel e José de Abreu Bianco poderiam compor uma dobradinha para uma candidatura de prefeito em Ji-Paraná. Sei não, mas, é mais fácil os dois irem para cozinha e fazer uma dobradinha cozida com batatas e cominho.

 

Fidelis avança

edinho22Quem acha que a mobilização em torno do médico Edinho Fidelis como provável nome para disputar a prefeitura de Ji-Paraná em 2016 é balão de ensaio, vai se surpreender. O sobrenome dele, que é tradicional na política, está despertando saudosismo em muita gente. Aliás, grande parte da classe médica, profissionais liberais e muitos empresários de peso estão animados com esta possibilidade. Filho do ex-deputado Edison Filedis e da ex-deputada Ini Fidelis (ambos ficha limpa), Edinho surge como o regresso da família ao cenário político.

 

 

 

 

Dúvida?

jesualO prefeito de Ji-Paraná/RO, Jesualdo Pires (PSB), em conversa informal com amigos, não descarta a possibilidade de ficar de fora da disputa de um segundo mandato. Para ele, o ideal seria não existir reeleição e que o mandato fosse de cinco anos. Essa informação deve encorajar muita gente a entrar na disputa.

 

PMDB sem candidato

juaresCASAcivil200O PMDB de Ji-Paraná não terá candidato a prefeito e deverá compor para prefeito. Essa informação vazou nesta semana apos um encontro com um prefeitável. Como ficaria então a situação do empresário Joarez Jarim, que estaria de malas prontas para migrar para o PMDB com a garantia que seria prefeito? Se isso realmente for verdade, o PMDB terá dificuldade de atrair nomes até mesmo para uma nominata de vereador. Partido grande sem candidato a prefeito não dá boa legenda.  Mesmo que não consiga lançar nomes, deve estimular pretensões de candidaturas para fortalecer uma boa opção de vice, pelo menos, e até mesmo os nomes para uma candidatura ao legislativo.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Mototaxistas beneficiados com emenda parlamentar de Aélcio da TV

 

aeciotvtaxi

Reunião entre o parlamentar, o secretário chefe da Casa Civil do Estado, Emerson Castro e o presidente da Associação Beneficente de Mototaxistas Deus é a Verdade União da Vitória, Silvio Leal

O deputado estadual Aélcio da TV (PP) irá destinar cerca de R$ 132 mil reais através de uma Emenda Parlamentar à associação de mototaxistas da Capital. O dinheiro servirá para sanar dívidas da construção de 10 pontos de mototáxis e da instalação da antena de radiotransmissores que é fundamental para o trabalho dos profissionais.

O anúncio foi feito durante reunião entre o parlamentar, o secretário chefe da Casa Civil do Estado, Emerson Castro e o presidente da Associação Beneficente de Mototaxistas Deus é a Verdade União da Vitória, Silvio Leal, na última segunda-feira (11) no Palácio do Governo.

Em nome da categoria, Leal agradeceu ao deputado pelo apoio recebido. “Nós buscamos parceria e graças a Deus, Aélcio nos atendeu de braços abertos”, ressaltou. Cerca de 1.200 mototaxistas entre titulares e auxiliares serão beneficiados.

Aélcio está assumindo o restante de uma emenda ao orçamento no valor de R$ 285 mil reais iniciada pelo ex-deputado Euclides Maciel, em 2013. O chefe da Casa Civil explicou durante a reunião, que no final de cada ano, as emendas não executadas são canceladas. “Como o Euclides não foi reeleito, os profissionais ficaram prejudicados neste processo. Então eles buscaram apoio do Aélcio que é um deputado voltado às causas sociais. Ele se comprometeu a encaminhar a emenda que faltava para concluir o pagamento”, explicou Castro.

O parlamentar disse que os profissionais deste setor na Capital já enfrentam muitas dificuldades, como o próprio trânsito e as ruas esburacadas. “Eu bem sei que não é fácil enfrentar as ruas de Porto Velho. Fui eleito para defender os direitos dos trabalhadores e o que eu puder fazer para dar mais dignidade à vida deles, eu o farei”, enfatizou Aélcio.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Ji-Paraná é a cidade certa para a realização da Rondônia Rural Show

roshowA cidade de Ji-Paraná é a melhor opção para realização dos grandes eventos no Estado de Rondônia. A cidade esta no centro do Estado e possui as melhores condições de logística, oferecendo menor distância para todos os 52 municípios do Estado, conta com um aeroporto com boa estrutura, além de excelente rede de hotéis e restaurantes, a estrutura do Parque de Exposições Hermínio Victorelli, um dos maiores da Região do Norte. A afirmação partiu do prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB), durante o lançamento da 4ª Rondônia Rural Show,  ao defender a permanência da feira no município.

 

O prefeito lembrou que a Feira é estadual, mas com visibilidade internacional e, portanto, deve ser levado em consideração a facilidade de mobilização dos produtores, expositores e investidores para participarem da Feira em uma cidade que tenha estrutura adequada para recebê-los e que oportunize menor custo de deslocamento.

 

“É importante dizer isto, porque existem alguns segmentos que defendem que a Feira seja itinerante, com a realização a cada ano em municípios diferentes. Esta é uma visão distorcida que não preza pela praticidade e não contribuiu com o fortalecimento da Rondônia Rural Show”, afirmou Jesualdo lembrando que as grandes feiras deste segmento, realizadas em outros estados Brasileiros, são tradicionalmente realizadas em cidades que possuem a característica de serem centralizadas ou  em regiões polos.

 

Para finalizar o prefeito ji-parannaense destacou que a Rondônia Rural é uma excelente oportunidade de bons negócios, devido a oferta de crédito com juros baixos e também de troca de experiências, pois a Feira também é forte apresentação de novidades tecnológicas.

 

A Rondônia Rural Show ocorre de 27 a 30 de maio no Parque de Exposições Hermínio Victorelli, em Ji-Paraná e deverá atrair milhares de pessoas, não só de Rondônia, mas também de outros Estados Brasileiros.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Padre Vialetto: traído, ingênuo ou apenas envergonhado? Na análise de Roberto Gutierrez

19587

Foto: Rondônia in foco

Por Roberto Gutierrez – Padre Vialleto, o prefeito de Cacoal/RO, cuja a chefe de gabinete dele foi presa com mais um monte de político safado, reuniu a imprensa para dizer que se sente traído. Deve ser muito triste mesmo, no sentido figurado, deixar transparecer o sentimento de corno sem ao menos nunca ter casado.

No semblante, o sentimento do padre pode não ser de traído, mas, de envergonhando porque foi revelado ao público que ele se deixou levar pelas armas do sistema para poder sobreviver a admiração diante do submundo do poder. Apesar de não haver indício de ter obtido benéficos próprios com o suposto desvio de recursos e propinas da coisa pública, no mínimo, teria sido omisso por deixar roubar debaixo do seu nariz.

O padre entendeu que levantar dinheiro de bons samaritanos para uma campanha política é praticamente uma impossibilidade filosófica. Depois que já estava dentro, não tinha como voltar atrás.

Se conseguir se manter à frente da prefeitura, será um homem cabisbaixo, com o moral sangrando de vergonha e suor exalando o aroma do arrependimento de um dia ter subestimado os dentes podres do poder no qual a honestidade é relativa e baseada na compensação.

O grande favor que ele poderia fazer para a história, seria de, num futuro não tão distante, escrever um livro sobre as experiências que viveu sem a batina sendo a vidraça do poder.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Porto Velho terá Arco do Triunfo? Coluna do Gutierrez

viaduto dois bomSolução imediata para resolver o problema do viaduto inacabado de Porto Velho/RO: transformá-lo numa réplica tupiniquim do Arco do Triunfo da França.

Aliás, as duas obras se assemelham em alguns pontos: O Arco do Triunfo começou a ser construído em 1806e foi concluído em 1836, 15 anos depois da morte de Napoleão Bonaparte, cuja obra foi para marcar o triunfo de uma guerra contra a Rússia.

 

O viaduto de Porto Velho teve a ordem de serviço assinada em 17/07/2009 que marcava o triunfo do PAC e a ascensão do PT da Capital com Roberto Sobrinho. Ou seja. 15 anos depois da era PT na presidência terminar, seria o ano 2033. Esta poderá ser da data para a conclusão desta obra.

 

Curiosidades

Obras vultuosas de Porto Velho sempre levam um bom tempo para serem concluídas, foi assim com a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré levou quatro décadas para ficar pronta.  A duplicação da BR-364 no trecho de 33 quilômetros da Unir em PVH a Candeias do Jamari, demorou quase 10 anos.  A construção do palácio Getúlio Vargas demorou seis anos (de 1948 a 1954).

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário

Cientistas descobrem que cheirar pum pode prevenir câncer, ataque cardíaco e demência

Roberto Gutierrez prevê com bom-humor que poderá existir em breve programa de saúde no Estado voltado ao pum e o MP poderá, se quiser, fiscalizar casos de impumbridade administrativa.

pumAcredite se quiser, mas um grupo de cientistas da Universidade de Exeter, no Reino Unido, que divulgou esta semana a informação de que cheirar pum pode prevenir uma série de doenças, como o câncer. A notícia foi publicada pelo site da revista americana “Time”. Embora esses gases possam ser nocivos quando inalados em grandes quantidades, os pesquisadores acreditam que uma cheirada aqui e outra ali tem o poder de reduzir os riscos de câncer, acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos, artrite e demência.

Os cientistas estão tão convencidos que decidiram criar em laboratório seu próprio composto capaz de imitar os benefícios do pum. “O sulfeto de hidrogênio, produzido enquanto as bactérias da comida se decompõem no corpo, pode resultar em futuras terapias para uma variedade de doenças “, disse o doutor Mark Wood em um comunicado da universidade.

 

Comentários do editor

E agora, com fica isso? Poderemos ter em breve, no Bem Estar da Globo médicos recomendando soltar um punzinho para resolver o problema de saúde?

Suposição

Imagine o governo do Estado criando a departamento estadual do Pum ligado à secretaria estadual de Saúde, apenas para incentivar à prática como benefício terapêutico.

Mídia do pum

Dom jeito que está a maré do Governador, imagine Confúcio Moura gravando um vídeo nas redes sociais falando sobre o programa do Pum – desenvolvido com recursos próprios. Mais adiante o Ministério Público iniciando uma investigação para saber se há irregularidades na aplicação do pum, se o pum realmente foi administrado, sobre quais as doses… Meu deuso… Teríamos então a ameaça de imPumbridade administrativa. Kkkkkkkkkk

Cômico demais

Pensando bem, meus amigos, Pum é uma das poucas alegrias do ser humano, quando se torna bem velhinho. É o caso do meu pai, tadinho, que se tronou um ancião, e uma das poucas vezes que o vejo sorrindo, é sobre os puns que solta. Portanto, o Pum tem sim um efeito fisoterapêntico com relação ao humor. Afinal, seria o máximo mesmo ver o Ministério Público pedindo a condenação de alguém por imPumbridade administrativa. Hehehehehe.

Publicado em Coluna do Gutierrez | Deixar um comentário